Ingestão de derivados de leite e risco de câncer de bexiga

Ingestão de derivados de leite e risco de câncer de bexiga

Atualizado: Quinta-feira, 1 Abril de 2010 as 12

O periódico American Journal of Epidemiology traz um estudo, realizado na Universidade de Maastrich (Holanda), que examinou a associação entre o consumo de diferentes produtos lácteos e o risco de câncer de bexiga em 120.852 homens e mulheres com 55-69 anos.

O consumo de produtos lácteos foi investigado por meio de um questionário contendo 150 itens. A coorte foi acompanhada por 16,3 anos, sendo identificados 1.549 casos incidentes de câncer de bexiga. A razão de risco estimada para o menor quintil de ingestão total de laticínios foi de 1,01. Houve associação significativa (razão de risco: 0,71) com o consumo de produtos lácteos fermentados apenas no segundo quintil (média de 12 gramas/dia).

Comparado aos não consumidores, as mulheres com consumo de 25-75mg de manteiga/dia tiveram uma razão de chances de 1,61. Não foi encontrada associação para ingestão de queijo, cálcio, lactose ou produtos lácteos não fermentados.

Estes resultados fornecem evidências fracas de que o consumo de produtos lácteos fermentados reduz o risco de câncer de bexiga e sugerem uma associação positiva entre ingestão de manteiga e câncer em mulheres.

Postado por: Felipe Pinheiro

veja também