MENU

Saúde

Injeção de emergência pode ser alternativa contra falha na fertilização in vitro

Injeção de emergência pode ser alternativa contra falha na fertilização in vitro

Fonte: Atualizado: sábado, 29 de março de 2014 03:30

Uma injeção de emergência, que introduz um único espermatozóide no óvulo por meio de uma micropipeta, pode ser alternativa para mulheres que não engravidarem após o ciclo de fertilização in vitro. É o que aponta estudo inédito realizado pelo Hospital Estadual Pérola Byington, da Secretaria de Estado da Saúde, a ser apresentado em junho durante o Congresso Europeu de Reprodução Humana, em Amsterdã, na Holanda.

A técnica, chamada Intracitoplasmatyc Sperm Injection (ICSI), foi testada em 46 pacientes do Pérola cujos parceiros eram considerados férteis mas que tiveram problemas inesperados durante o ciclo convencional. No Pérola esta situação ocorreu em 6,95% das fertilizações realizadas entre janeiro de 2004 e janeiro de 2008.

A injeção foi aplicada nas pacientes aproximadamente 24 horas após o processo de fertilização. Os resultados apontaram que, após a realização do método, houve geração de embriões para transferência em 24 mulheres, o que representa 52,17% do total. Dessas, duas ficaram grávidas e tiveram um bebê cada.

Para Mario Cavagna, responsável pelo setor de Reprodução Assistida do Pérola, apesar do índice de gravidez ter sido relativamente baixo, a tentativa do ICSI pode valer à pena para não interromper o ciclo e reverter o processo frustrado de fertilização inicial.

"É uma alternativa para evitar que o casal tenha de aguardar para realizar o ciclo novamente, processo que pode durar de três a quatro meses", diz o médico.

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições