Inverno favorece aparecimento de doenças de pele

Inverno favorece aparecimento de doenças de pele

Atualizado: Quarta-feira, 2 Julho de 2008 as 12

O inverno, período caracterizado pelo clima frio e seco, favorece o aparecimento de alterações na pele que a tornam sensível e vulnerável à proliferação de doenças, como as alergias da pele (dermatites) e eczemas (pele irritada). A Sociedade Brasileira de Dermatologia Regional São Paulo (SBD RESP) indica alguns cuidados que devem ser tomados nessa época do ano que podem prevenir o surgimento dessas alterações e melhorar o aspecto da pele.

Segundo o Dr. Vitor Manoel Silva dos Reis, dermatologista do Departamento de Dermatologia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo e conselheiro permanente da SBD RESP, alguns hábitos comuns do inverno, como tomar banhos muito quentes e duradouros, ressecam e desidratam a pele. "A pele tem diversas funções, como proteção física contra agressões externas, perdas de água do corpo, proteção imunológica através de suas células imunes, regulação térmica com a sudorese e a vasodilatação e proteção química através da secreção sebácea e sudorípara. Quando a pele está ressecada e desidratada, essas funções ficam comprometidas, por isso, a pele fica mais propensa ao aparecimento de doenças, como a dermatite atópica, dermatite de contato irritativa e eczema numular", afirma.

A pele seca não deve ser uma preocupação apenas estética. Segundo o Dr. Vitor Reis, além de doenças, a pele seca pode causar incômodos como a coceira e, quando agravada, pode gerar um eczema. "O eczema é caracterizado como uma irritação na pele com vermelhidão. A pele pode ficar escamosa e algumas vezes com rachaduras ou pequenas bolhas", explica.

Para curtir um inverno sem problemas cutâneos, o Dr. Vitor Reis recomenda hidratar as unhas e a pele após o banho com cremes ou loções hidratantes. "Os cabelos podem ser lavados como em outras estações e tratados com cremes condicionadores conforme a necessidade. Mas deve-se ter cuidado no inverno para não desidratar a pele com banhos prolongados, quentes e com excesso de sabonete e também não se deve esfregar em demasia a pele", finaliza.

Mas, quem já está com alterações na pele causadas pelo frio deve procurar um dermatologista, pois somente esse profissional poderá avaliar a condição da pele e indicar o tratamento adequado.

Postado por: Claudia Moraes

veja também