Jogar futebol é melhor que correr como atividade física para homens não-treinados, revela estudo

Jogar futebol é melhor que correr como atividade física para homens não-treinados, revela estudo

Atualizado: Quarta-feira, 18 Novembro de 2009 as 12

Jogar futebol regularmente tem efeitos benéficos significativos para a saúde e capacidade física de homens não-treinados, e, em alguns aspectos, é superior à corrida de moderada intensidade, segundo estudo dinamarquês publicado no British Journal of Sports Medicine. Avaliando os efeitos da prática regular de futebol na saúde de 36 homens dinamarqueses não-treinados com idades entre 20 e 43 anos, os especialistas observaram diversos benefícios, que incluíam redução da gordura corporal, do colesterol "ruim" (LDL) e da pressão arterial.

No estudo, os participantes foram divididos em um grupo que passou a praticar futebol (13 pessoas), um grupo que passou a correr (12) e um grupo controle (11). O treinamento foi realizado durante uma hora por duas ou três semanas, durante 12 semanas, mantendo-se uma frequência cardíaca média de 82% (SEM 82%) e 82% (1%) da frequência cardíaca máxima (HRmax) para os grupos de futebol e corrida, respectivamente.

Durante esse período, a captação máxima de oxigênio aumentou em 13% e 8% nos grupos de futebol e corrida, respectivamente. A pressão arterial sistólica e diastólica foi reduzida no grupo de futebol de 130 para 122, e de 77 para 72 mmHg, respectivamente, após 12 semanas - reduções semelhantes às observadas no grupo corrida. A massa de gordura também foi reduzida em 3% (2,7kg) e 1,8% (1,8kg), respectivamente, mas apenas o grupo do futebol apresentou aumento da massa magra (1,7kg), e aumento na massa óssea dos membros inferiores (41g), redução no colesterol LDL (2,7 para 2,3mmol/L) e aumento na oxidação de gordura durante a corrida à 9,5km/h. O número de capilares por fibra muscular foi 23% e 16% maior nos grupos de futebol e corrida, respectivamente. E não foram observadas mudanças nesses parâmetros no grupo controle.

veja também