Jovens devem ficar longe do computador e da TV, diz descoberta

Jovens devem ficar longe do computador e da TV, diz descoberta

Atualizado: Quarta-feira, 3 Março de 2010 as 12

Os pais que não deixam seus filhos assistir muita televisão ou ficar no computador por muito tempo encontraram uma justificativa para essa decisão, depois que um estudo ligou o tempo excessivo em frente às telas com problemas de relacionamento.

As descobertas do estudo, publicado na edição de março da revista "Arquivos de Medicina Pediátrica e Adolescente", devem dar segurança aos pais que se sentem culpados por privar os filhos de entretenimento, disse a autora principal da pesquisa, doutora Rose Richards, da Universidade de Otago, na Nova Zelândia.

"Nós descobrimos que olhar para qualquer tela por muito tempo é prejudicial, e nós aconselhamos que os pais se mantenham ao limite de tempo recomendado ou menos que duas horas por dia."

O trabalho foi baseado no Estudo Multidisciplinar de Saúde e Desenvolvimento de Dunedin e no Estudo de Estilo de Vida dos Jovens, conduzidos pela universidade nos anos 1980 e em 2004.

Apesar de os estudos serem separados por 16 anos e de a natureza do entretenimento pelas telas ter mudado, a ligação com os relacionamentos familiares parece ser o mesmo.

"Nos anos 80, não havia uma grande quantidade de opções, então as pessoas assistiam televisão, mas agora há muitas telas que os jovens podem ficar olhando por horas", disse Richards.

O Estudo de Estilo de Vida da Juventude envolveu 3.043 adolescentes neozelandeses de 14 e 15 anos. Os jovens completaram um questionário sobre o que fazem com seu tempo livre e fizeram uma avaliação sobre a sua relação com pais e colegas.

Os pesquisadores também avaliaram as respostas de 976 entrevistados pelo Estudo Dunedin que tinham 15 anos entre 1987 e 1988.

"Em ambos os estudos, nós descobrimos que o uso de televisão, ou mesmo o uso de computador, é relacionado a problemas de relacionamento", disse Richards, acrescentando que um forte relacionamento com pais e amigos é importante para o desenvolvimento saudável de adolescentes até a idade adulta.

"Com o rápido ritmo de evolução das tecnologias baseadas em monitores, a pesquisa atual é necessária para monitorar o efeito que elas estão tendo sobre o bem-estar social, psicológico e físico dos jovens", disse ela.

"Nossas descobertas dão alguma segurança de que é bom limitar o tempo na frente da TV", disse ela. "Na verdade, isso pode resultar em relacionamentos mais fortes entre os jovens, seus amigos e pais."

Postado por: Felipe Pinheiro

veja também