Lábio leporino e fenda palatal

Lábio leporino e fenda palatal

Atualizado: Sexta-feira, 8 Agosto de 2008 as 12

Uma em cada 650 crianças brasileiras nasce com lábio fissurado ou fenda palatal, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS). A estimativa é que cerca de 5.800 novos casos surgem todos os anos e que há 280 mil pessoas com o problema. Doenças congênitas, lábio fissurado é abertura no lábio e a fenda palatal é um orifício no palato ou tecido mole da parte posterior da boca. O primeiro pode estar acompanhado por uma abertura nos ossos da mandíbula e/ou na gengiva superior; o segundo acontece quando duas partes do palato não se unem, deixando um buraco. O lábio fissurado e a fenda palatina podem ocorrer em um ou nos dois lados e o paciente pode apresentar ambas as doenças.

As conseqüências relacionadas a essas doenças vão além da estética e de problemas emocionais, já que as crianças podem vir a ter complicações auditivas, infecções crônicas, má-nutrição, problemas na dentição e dificuldades no desenvolvimento da fala.

"O diagnóstico pode ser feito ainda no útero com ultra-sonografia, mas não é qualquer ultra que consegue detectar. O tratamento também vai além da cirurgia plástica. São necessários acompanhamentos profissionais, como de fonoaudiólogo, pediatra, psicólogo, otorrinolaringologista e dentista", afirma o cirurgião plástico Diogo Franco, coordenador do projeto Fendas, do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho (HUCFF), no Rio de Janeiro.

O cirurgião explica que o acompanhamento tem que ser feito até os 18 anos. "Não quer dizer que o paciente terá que passar por novas cirurgias. É necessário que se esteja acompanhando caso aconteça alguma eventualidade", esclarece.

A idade para se fazer a cirurgia varia de acordo com o caso e com a saúde da criança. "Em geral, é feita entre três meses e cinco anos", diz o médico.

No Rio de Janeiro, há três hospitais que oferecem o tratamento dessas doenças: Hospital Universitário Clementino Fraga Filho, na rua Professor Rodolpho Paulo Rocco, 255, Cidade Universitária, campus do Fundão; Hospital Municipal Nossa Senhora do Loreto, localizado na Estrada do Carico, nº 26, Ilha do Governador; e Hospital Municipal Jesus, na rua Oito de Dezembro 717, Vila Isabel.

Postado por: Claudia Moraes

veja também