Lentes de contato: como cuidar delas

Lentes de contato: como cuidar delas

Atualizado: Segunda-feira, 10 Maio de 2010 as 4:21

Se resolveu aderir às lentes de contato, fique de olho em uma pequena lista de cuidados essenciais:

Antes de mais nada...

Cerca de dois milhões de brasileiros usam lentes de contato, segundo dados do Instituto de Moléstias Oculares (IMO). Desse total, 72% são mulheres. Antes de abandonar seus óculos e aumentar esse contingente, saiba que é necessário passar por uma consulta médica. "É importante verificar o diâmetro da córnea, a sensibilidade e curvatura para saber se o paciente se adapta às lentes'', explica Sandra Falvo, oftalmologista do IMO. Existem córneas com curvaturas incompatíveis com a das lentes. Dependendo do tipo do problema, as lentes rígidas são mais indicadas.

Sempre limpinhas

Compradas as lentes, o segundo passo é aprender a cuidar delas. Lave-as diariamente com solução multiuso antes e depois de colocá-las. Para guardá-las no estojinho, esfregue-as suavemente com a ponta do dedo indicador para evitar o contato com as unhas. "Isso remove a sujeira que fica na superfície", ensina Maria Beatriz Guerios, oftalmologista do IMO. A solução multiuso da caixinha deve ser trocada diariamente. E nada de enxugar as mãos antes de levar as substitutas dos óculos aos olhos! Pelinhos da toalha ou resíduos de papel podem contaminá-las novamente. Guardar a caixa de lentes na geladeira também diminui o risco de acúmulo de bactérias.

Nada de soro

Nem o soro fisiológico nem a água são indicados para limpar as lentes. A solução multiuso é específica para a limpeza porque contém agentes antibacterianos e substâncias que funcionam como um detergente. Ela limpa e ainda mantém as lentes hidratadas.

Inimigos íntimos

Ar-condicionado, poluição, claridade excessiva e até a tela do computador podem ser arqui-inimigos de quem usa lentes de contato. Contra isso tudo, um só aliado: o colírio lubrificante, que deve ser aplicado no máximo de cinco a seis vezes por dia. É importante agradar os olhos, mas sem exageros.

Respeite o prazo

As lentes têm um prazo de validade que deve ser respeitado. "Depois disso, elas começam a sofrer um processo de degradação. Podem acumular bactérias e até fungos que, em contato com os olhos, geram desconforto, e servem como porta de entrada para o desenvolvimento de diversos processos infecciosos, como a úlcera de córnea", alerta Renato Garcia, oftalmologista do Hospital das Clínicas de São Paulo. Por isso, se as lentes foram feitas para durar vinte dias, use-as somente por esse período.

Evolução da espécie

Quanto mais tecnológicas melhor. Uma das novidades mais recentes do setor de produtos oftalmológicos é a lente feita para quem trabalha horas a fio em frente ao computador, ou exposta ao ar-condicionado, ou frequenta locais poluídos e esfumaçados. Ela contém mais agentes hidratantes e proporciona maior conforto aos olhos. Há também lentes que devem ser descartadas diariamente, boa opção para as mais desencanadas, que perdem ou não cuidam direito delas.

veja também