Maus hábitos que levam a problemas cardíacos já eram comuns na antiguidade

Maus hábitos que levam a problemas cardíacos já eram comuns na antiguidade

Atualizado: Quinta-feira, 26 Novembro de 2009 as 12

Nós, médicos, colocamos parte da culpa pela presença da doença coronariana da população na vida moderna. Como explicar múmias egípcias com artérias entupidas, como mostra uma pesquisa publicada na revista da Associação Medica Americana?

Cientistas, norte-americanos e egípcios, submeteram múmias de quase 2 mil anos de idade a exames de tomografia computadorizada, buscando sinais de doença nas artérias do coração e do corpo.

As múmias são do Museu do Cairo, no Egito e forma selecionadas entre as que apresentavam melhor estado de conservação. Foram examinadas 22 múmias, nas quais o coração ou tecido cardíaco podia ser evidenciado pela tomografia.

Os cidadãos egípcios mumificados, tinham vivido em diferentes períodos históricos, variando entre 1500 A.C e 300 D.C. e todos haviam feito parte da elite do reino.

Das 22 múmias examinadas, 16 apresentavam imagens que permitiam a avaliação das artérias do coração ou de outras partes do corpo, permitindo o diagnóstico de aterosclerose.

Para garantir o melhor resultado os laudos foram feitos por cinco especialistas em diagnóstico cardiológico, por tomografia computadorizada, independentemente.

Sedentarismo

Sinais do depósito de gordura nas artérias foram encontrados em 56% das múmias estudadas.  O diagnóstico era distribuído de forma equilibrada entre as mulheres e os homens, e mais presente, naqueles que haviam morrido com mais de 45 anos de idade.

A resposta parece estar na classe social daqueles indivíduos. Os antigos egípcios já detinham uma tecnologia agrícola avançada e a criação de animais para abate fazia parte da sua cultura.

E já naquela época a elite social era mais preguiçosa. A principal causa segundo os pesquisadores para explicar a aterosclerose egípcia eram o sedentarismo e a dieta inadequada à pouca atividade física diária.

Portanto a resposta para epidemia de doença cardiovascular pode estar nas areias do deserto. Coma somente o que precisa e faça atividades físicas regularmente.

veja também