MENU

Saúde

Medicina usa celular para agilizar atendimento em caso de infarto

Medicina usa celular para agilizar atendimento em caso de infarto

Fonte: Atualizado: sábado, 31 de maio de 2014 09:55

A agilidade no atendimento médico pode fazer toda diferença na sobrevivência do paciente, em especial em casos de infarto. No entanto, mesmo com os avanços da medicina, as doenças do coração ainda aparecem como a principal causa de morte no mundo. Só no Brasil, são mais de 300 mil vítimas por ano.

Uma das formas de suprir esse problema surge com o avanço da tecnologia. Chamada de Telemedicina, as informações sobre o estado do coração do paciente são captadas de dentro da ambulância com um aparelho. Esses dados são transmitidos via celular e chegam a essas telas. Em segundos, os cardiologistas analisam o eletro e devolvem o laudo com as orientações para o atendimento.

Além de evitar sequelas, a rapidez também significa economia para o SUS (Sistema Público de Saúde). Com o diagnóstico correto é possível evitar que um paciente com um problema simples ocupe um leito de UTI (Unidade de Terapia Intensiva), por exemplo.

Mas o atendimento da Telemedicina está só no começo. No Hospital do Coração, em São Paulo, são 137 equipamentos distribuídos em todos os Estados e 400 médicos socorristas treinados. Ainda é pouco. Mas para um país continental como o Brasil é a esperança de levar para os locais mais distantes o que há de melhor nos grandes centros.

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições