Médicos afirmam que não há desculpas para ficar parado

Médicos afirmam que não há desculpas para ficar parado

Atualizado: Quarta-feira, 3 Novembro de 2010 as 10:03

Os benefícios dos exercícios são inúmeros, mas, para a maioria das pessoas, os motivos não são o suficiente para tirá-los do sedentarismo. Afinal, são tantas as desculpas... Se você está precisando de motivação, confira a lista elaborada pelos médicos do site especializado WebMD, que derruba os principais mitos sobre a falta de vontade de malhar:

"Não tenho tempo": Essa é a principal desculpa das pessoas que não fazem exercícios com regularidade e também a pior, afirma o médico Walter Thompson, da Universidade de Geórgia. É possível encaixar a atividade física ao longo de pequenas brechas ao longo do dia. Ao assistir televisão, pule corda, faça flexões ou levante pesos durante os anúncios. Se tiver uma esteira ou uma bicicleta ergométrica em casa, melhor ainda. Basta colocá-la perto da TV e andar ou pedalar por 30 minutos, ou até mesmo em três blocos de 10 minutos. Para não ser considerada uma pessoa sedentária, é preciso fazer 150 minutos de exercício por semana.

"Estou muito cansado": Pode parecer contraditório, mas malhar aumenta a energia, principalmente nas pessoas que estão muito cansadas. Segundo a professora de educação física Marisa Brunett, a produção de endorfinas diminui dores e melhora o humor, aumentando a disposição, e o movimento melhora a circulação, regulando o metabolismo.

"Meus filhos consomem todo o meu tempo": Em vez de deixar as crianças em casa enquanto tenta arrumar uma brechinha para se exercitar, incorpore a atividade física na rotina da família. Brinque no parque, faça caminhadas na praia, pule corda, jogue futebol, ande de bicicleta. Se seu filho é pequeno, compre um carrinho de bebê esportivo que permita corridas ou caminhadas rápidas, disponível nas melhores lojas de produtos infantis.

"Exercícios são tediosos": Busque uma atividade física que você ame, ensina o fisiologista Mike Bracko, do Instituto de Hóquei de Calgary, no Canadá. O especialista afirma que a malhação deve ser como o sexo, prazeroso do começo ao fim. Se está difícil dar o primeiro passo, busque uma atividade em grupo. Diversos estudos mostram que é mais fácil aderir a uma rotina de exercícios se ela for feita com amigos.

"Não gosto de suar ou de me mexer": O fisiologista Gerard Endress, diretor do Duke Diet & Fitness Center afirma que esta reclamação, por incrível que pareça, é bem comum. Se o problema é o suor, busque academias ou centros esportivos com um bom sistema de refrigeração. A natação é outra opção interessante. Se o problema são as dores causadas pelo movimento, comece devagar e inicie pelas atividades na piscina, que aliviam o peso do corpo.

"Para que começar se sei que vou desistir?": Não pense no longo prazo, afirmam os médicos. É melhor traçar pequenas metas, como se exercitar durante cinco minutos todos os dias, do que achar que vai conseguir passar duas horas seguidas na academia. Aumente o tempo de atividade gradualmente e não se cobre tanto se não der para colocar tudo em prática. Lembre-se: um dia de exercícios é sempre melhor do que nenhum.

veja também