Médicos de SP iniciam rodízio de atendimento a planos de saúde

Médicos de SP iniciam rodízio de atendimento a planos de saúde

Atualizado: Quinta-feira, 1 Setembro de 2011 as 10:02

  Os médicos de São Paulo iniciam nesta quinta-feira o rodízio no atendimento a planos de saúde. Segundo cronograma divulgado pelas associações de médicos, entre os dias 1º e 3 de setembro, serão afetadas as especialidades de ginecologia e obstetrícia.   A paralisação, por tempo indeterminado, afetará apenas uma especialidade médica por vez. Por exemplo: em uma semana, clínicos gerais deixarão de atender por três dias esses convênios. Na seguinte, é a vez dos oftalmologistas, e assim por diante.

Segundo a APM (Associação Paulista de Medicina), a interrupção alcançará inicialmente os planos Ameplan, CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), Intermédica, Notredame e Volkswagen.   Após ginecologia e obstetrícia, deve parar a dermatologia entre 3 a 6 de setembro, a otorrinolaringologia entre 8 e 10 de setembro, pediatria entre 14 e 16 de setembro, cardiologia de 16 a 19 de setembro, ortopedia e traumatologia entre 19 e 20 de setembro, pneumologia e tisiologia entre 21 e 23 de setembro e cirurgia plástica entre 28 e 30 de setembro.   Os anestesiologistas também vão parar acompanhando as áreas que estiverem no rodízio. Por exemplo: vão interromper os procedimentos ligados à ginecologia na primeira semana, os ligados a otorrinolaringologia na segunda semana, e assim por diante.   As urgências e emergências não serão afetadas.

NEGOCIAÇÃO   No último dia 7 de abril, os médicos já haviam realizado uma paralisação nacional que afetou todos os planos de saúde. No dia, eles atenderam apenas urgências e emergências.

Os médicos querem passar a receber dos planos R$ 80 por consulta. Hoje, dizem, recebem em média R$ 30. Eles querem ainda a inserção, no contrato com as operadoras, de uma cláusula que preveja reajuste anual nos honorários com base no índice de aumento das mensalidades dos usuários autorizado pela ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar).

veja também