Médicos querem limite de volume para tocadores de MP3

Médicos querem limite de volume para tocadores de MP3

Atualizado: Sexta-feira, 11 Fevereiro de 2011 as 8:08

O uso de reprodutores de música MP3 com um volume superior aos 80 decibéis está provocando um aumento dos problemas de audição nos jovens de dez a 35 anos. Especialistas reunidos nesta quinta-feira (10) em Barcelona (Espanha), pediram que a indústria limite o som desses aparelhos.

Joan Domènech Oliva, professor da Universidade de Barcelona, explicou que os zumbidos, que são ruídos contínuos do ouvido que hoje em dia ainda não têm cura, são a principal consequência do volume excessivo, um problema que já afeta 4% da população e, especialmente, pessoas entre dez e 35 anos. 1% das pessoas passam por um problema grave desse tipo, o que influencia o estado emocional e psicológico

Calcula-se que na Espanha 1,5 milhão de pessoas sofram com os zumbidos – 80% são jovens. Domènech diz que, graças à legislação sobre prevenção de riscos trabalhistas e a existência de meios para prevenir o excesso de ruídos, diminuiu o número de casos de zumbidos entre os trabalhadores.

No entanto, o problema não foi reduzido devido ao grande aumento de casos entre os jovens como consequência do uso de reprodutores de música digitais. Por isso, os especialistas recomendam aos jovens que vão para discotecas ou shows e ficam com assobios nos ouvidos que persistem por horas que procurem um especialista para iniciar um tratamento preventivo com o objetivo de evitar o surgimento de zumbidos, que podem chegar a ser crônicos.

Domènech ressaltou que seria um grande passo se os tocadores de MP3 incorporassem um indicador de volume ou um limitador, já que acima de 80 decibéis o ouvido corre perigo. Além do trauma sonoro, os zumbidos também podem surgir por infecções.

veja também