Médicos residentes fazem greve para pedir aumento de bolsa-auxílio

Médicos residentes fazem greve para pedir aumento de bolsa-auxílio

Atualizado: Quarta-feira, 14 Abril de 2010 as 12

Médicos residentes fazem manifestação no vão do MASP (Museu de Arte de São Paulo) desde às 9h, para reivindicar reajuste da bolsa-auxílio, aumento da licença de maternidade de quatro para seis meses, 13ª bolsa, auxílio moradia e alimentação, entre outras reivindicações. A Polícia Militar está no local, mas não há informações sobre tumulto.

A manifestação faz parte de uma mobilização de 24 horas realizada em 15 Estados, a partir de campanha da Associação Nacional de Médicos Residentes. As manifestações devem ocorrer nesta quarta em Alagoas, Amazonas, Bahia, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Paraná, Espírito Santo, Maranhão, Pará, Paraíba, Mato Grosso do Sul, Rio de Janeiro, Ceará, Santa Catarina e São Paulo. As manifestações acontecem até esta quinta-feira (15) com abrangência total de 21 Estados.

Segundo José Antônio da Silva Jr., da diretoria da Ameresp (Associação de Médicos Residentes do Estado de São Paulo), os manifestantes seguem para a Secretaria Estadual de Saúde, onde pretendem agendar reunião com a diretoria para negociar as reivindicações. Ele diz que esse ajuste não é feito desde 2006 - o valor acumula uma desvalorização de 45,6% em relação ao IGP-M (Índice Geral de Preços de Mercado), usado nos contratos de aluguel.

Procurada pelo R7, a secretaria disse que as reivindicações devem ser enviadas para o Ministério da Educação e ao Conselho de Residência Médica.

De acordo com a PM, 250 pessoas participam do ato. Entretanto, de acordo com Silva, o número varia entre 700 e 800.

Postado por: Felipe Pinheiro

veja também