Metade da população de São Paulo está acima do peso

Metade da população de São Paulo está acima do peso

Atualizado: Terça-feira, 3 Agosto de 2010 as 2:58

Uma pesquisa realizada pelo Ministério da Saúde em 27 capitais brasileiras revela que metade da população de São Paulo sofre de excesso de peso. Ou seja, nada menos que 5,5 milhões de pessoas lutam contra a balança. Apesar de alto, o número não surpreende especialistas que acreditam que o ganho de peso é um reflexo da tendência mundial.

"Substituir alimentos saudáveis por produtos industrializados e refeições pré-prontas virou um hábito, o consumo de refrigerante aumentou, assim como o de bebidas alcoólicas, altamente calóricas", afirma Mara Valverde, doutora em nutrição pela Universidade de São Paulo.

Só os obesos, que são as pessoas com um índice de massa corporal maior que 30, representam 13,2% dos habitantes da cidade, o que é 20% a mais que em 2006. O valor, conhecido como IMC é obtido por meio da divisão do peso pela altura elevada ao quadrado. São considerados saudáveis resultados entre 18,5 e 24,99. Números iguais ou maiores que 25 entram na faixa do sobrepeso.

Entre as capitais São Paulo ocupa o terceiro lugar no ranking do excesso de peso e o 15º em obesidade. Isso se explica, segundo a profissional, pelas próprias características da cidade, que reúne condições explosivas para o acúmulo de gordurinhas, como a grande oferta de alimentos calóricos e estresse. Há ainda quem afirme que a falta de segurança nos parques públicos e de conservação das calçadas para a prática de exercícios seja também um fator de peso.

"São Paulo é perfeita para quem quer comer a qualquer hora do dia, fica impossível seguir dieta", disse Fabiana Karla. A atriz, assim como Preta Gil, Carolinie Figueiredo e Rafaela Ferreira, são famosas por seus quilinhos a mais. "Sou muito feliz como gordinha e acho uma bobeira tentarem colocar um padrão", diz a atriz que interpreta a Juju de Malhação.

Apesar de muitas pessoas gostarem da aparência mais "cheinha" é importante ficar atento, já que quem está a cima do peso é porque, provavelmente, não cuida adequadamente da alimentação e, no decorrer do tempo, doenças graves podem aparecer e diminuir a qualidade de vida. "Excesso de peso é muito perigoso e para evitá-lo, o único jeito é a pessoa controlar a alimentação o quanto antes, para que não seja tarde demais para reverter a situação", conclui Mara.

veja também