Mídia veicula visão otimista sobre o câncer

Mídia veicula visão otimista sobre o câncer

Atualizado: Segunda-feira, 12 Abril de 2010 as 12

O câncer constitui um tema comumente noticiado pela mídia. Aproximadamente metade dos norte-americanos com câncer morre em decorrência da doença ou de complicações relacionadas. Entretanto, não se sabe se as notícias da mídia refletem esta realidade.

A revista Archives of Internal Medicine publicou em seu último número um estudo realizado na Universidade da Pensilvânia (EUA) que avaliou a cobertura da mídia quanto ao tratamento e aos desfechos do câncer. Foram avaliados 8 jornais e 5 revistas de grande impacto, sendo encontrados 436 artigos sobre câncer; 32,1% dos artigos enfocaram a sobrevida e apenas 7,6% abordaram a mortalidade.

Nos resultados observados, apenas 13,1% dos artigos relataram que os tratamentos agressivos para o câncer podem falhar e 30% afirmaram que os tratamentos agressivos podem resultar em efeitos adversos. Embora a maioria dos artigos (57,1%) tenha discutido exclusivamente os tratamentos agressivos, quase nenhum (0,5%) abordou o tema cuidados paliativos exclusivamente e apenas poucos (2,5%) discutiram ambos os temas. Estes dados indicam que as reportagens sobre o câncer discutem frequentemente tratamentos agressivos e sobrevida, mas raramente abordam falha terapêutica, efeitos adversos, cuidados paliativos ou morte.

Segundo os autores, esta representação do câncer na mídia pode fornecer aos pacientes uma visão inapropriadamente otimista sobre tratamento, desfechos e prognóstico do câncer.

Postado por: Felipe Pinheiro

veja também