Militares começam hoje ações de combate à nova gripe no RS

Militares começam hoje ações de combate à nova gripe no RS

Atualizado: Terça-feira, 21 Julho de 2009 as 12

No Sul do país, soldados do Exército vão reforçar o trabalho nas fronteiras a partir desta terça-feira, 21 de julho. O objetivo é tentar diminuir o impacto da nova gripe e a circulação do vírus Influenza A (H1N1), que transmite a doença.

Quinhentos soldados recebem treinamento da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para atuar nos postos de entrada, aduanas e cidades que ficam perto da fronteira do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul com a Argentina.

No Rio Grande do Sul, a primeira turma de militares deve começar o trabalho em dez cidades, com orientações sobre a doença e auxílio no preenchimento da declaração de saúde, que deve ser feita por quem ingressa no país.

Nesta terça-feira, a orientação no Rio Grande do Sul deve começar a ser feita em Porto Lucena, Porto Vera Cruz, Alecrim, Porto Mauá, Novo Machado, Doutor Maurício Cardoso, Crissiumal, Tiradentes do Sul, Esperança do Sul e Derrubadas.

Os militares trabalharão desarmados, já que o objetivo é de informar. Não será impedida a entrada de pessoas no país.

No cadastro que deverá ser preenchido pelos viajantes serão informados todos os dados pessoas de qualquer pessoa que entrar no país, independente da nacionalidade. Os locais de origem e destino dessa viagem também deverão ser informados. Será investigado ainda se os viajantes tiveram sintomas de gripe nos últimos dez dias.

veja também