Moléculas no cérebro influenciam na vontade de usar cocaína

Moléculas no cérebro influenciam na vontade de usar cocaína

Atualizado: Sexta-feira, 9 Julho de 2010 as 2:50

Pesquisadores do Nida (Instituto Nacional para o Abuso em Drogas dos Estados Unidos) descobriram uma pequena sequencia de RNA (moléculas que fazem ligação entre a informação presente no nosso DNA e a produção de proteínas no corpo) que tem influência sobre o vício em cocaína. Isso pode fazer com que os cientistas criem novos modos de tratar e prever o problema.

Há cerca de dez anos, os técnicos começaram a catalogar pequenas sequências de RNA, chamados de microRNAs. Nesse novo estudo, os pesquisadores descobriram os níveis de uma sequência específica desse tipo de molécula, a microRNA-212, no cérebro de ratos têm influência sobre o consumo de cocaína. Quando a quantidade crescia, os ratos ficavam menos interessados na droga e conseguiam "controlar" o consumo. Já quando a concentração caía, os animais consumiram mais cocaína e mostraram comportamento similar ao de usuários compulsivos.

A pesquisa sugere que essas sequências de microRNA podem ser fatores importantes para a vulnerabilidade das pessoas à droga.

Nos humanos, o microRNA-212 é produzido por uma região do cérebro chamada striatum dorsal, que está relacionada ao vício em drogas. A ideia agora é desenvolver modos de manipular os níveis desses compostos no cérebro, como forma de tratar o vício.

Nora D. Volkow, diretora do Nida, diz que o estudo "é um ótimo exemplo de como pequenas descobertas científicas são importantes para o desenvolvimento de novos tratamentos médicos".

veja também