Mulheres devem evitar pílula anticoncepcional depois do parto

Mulheres devem evitar pílula anticoncepcional depois do parto

Atualizado: Sexta-feira, 22 Julho de 2011 as 11:08

Funcionários da saúde pública dos Estados Unidos deram um alerta a mulheres que acabaram de dar à luz: elas deveriam esperar até três semanas antes de começarem a usar pílulas anticoncepcionais. O risco, afirmam, vem da possibilidade de formação de coágulos sanguíneos sérios e potencialmente fatais.

Mulheres que fizeram cesariana ou tenham qualquer outro tipo de fatores de risco para coágulos sanguíneos --como obesidade ou histórico prévio de coágulos-- precisam aguardar até seis semanas antes de voltar a usar os medicamentos.

As novas recomendações, feitas pelo Centro para Controle e Prevenção de Doenças, são mais restritivas do que as diretrizes divulgadas em 2010 e são similares às recomendações feitas em 2010 pela Organização Mundial da Saúde.

Diversos estudos mostraram que mulheres têm maior probabilidade de desenvolverem um coágulo sanguíneo nas semanas logo após o parto do que mulheres não grávidas em idade reprodutiva que não tenham ainda tido um bebê.

O risco cai rapidamente depois de 21 dias, mas o metabolismo não retorna ao normal antes de 42 dias depois do parto.

Pílulas anticoncepcionais que incluam estrogênio e progestina também elevam o risco de coágulos sanguíneos nas veias profundas (tromboembolismo venoso).

O centro americano também lembra que os contraceptivos hormonais devem ser evitados durante o período de gestação porque interferem na lactação.

As diretrizes foram publicadas no Relatório Semanal de Morbidez e Mortalidade, no último dia 8.    

veja também