Mulheres têm mais dor de cabeça que os homens

Mulheres têm mais dor de cabeça que os homens

Atualizado: Quinta-feira, 29 Setembro de 2011 as 1:20

O estudo feito no país inteiro pela Sociedade Brasileira de Cefaleia mostra que os brasileiros estão tendo dor de cabeça demais. Sete em cada dez disseram sofrer com esse problema.

Na região Sudeste, a enxaqueca é a dor mais comum. Mais de 20% das pessoas têm esse tipo de dor. No Sul, o índice também é alto: 16,4%. Nordeste, Centro-Oeste e Norte têm menos casos.

Os médicos dizem que o estilo de vida mais competitivo, estressante, o trânsito nas grandes cidades podem fazer a dor aparecer. Mas isso, só em que já tem uma pré- disposição genética, como muita gente nas regiões Sul e Sudeste.

“Estudos feitos no resto do mundo mostram que a população da Europa tem mais enxaqueca. Como aqui a gente tem mais influência européia, a gente tem mais enxaqueca. Na região Norte e Nordeste e Centro-Oeste eles têm uma influência mais africana, que tem menos enxaqueca”, explica Luiz Paulo de Queiroz, neurologista.

Segundo os médicos, a enxaqueca é uma dor intensa, normalmente em um dos lados da cabeça. Luz e barulho incomodam e a pessoa pode ter enjoo e vômito. “A enxaqueca é uma dor mais latejante, como tivesse pulsando ou batendo um martelo em um tambor”, diz o neurologista.

Na pesquisa, os brasileiros relataram também que sentem a chamada cefaleia crônica diária, aquela dorzinha chata depois de um dia cansativo. É ela que mais atormenta os moradores das regiões Centro-Oeste e Norte. “Essas pessoas que têm dores esporádicas, dores ocasionais, elas acabam se automedicando, transformando sua dor que é episódica numa cefaléia diária”, alerta Queiroz.

A pesquisa também mostrou que as mulheres têm mais dor de cabeça que os homens, por causa dos hormônios. A farmacêutica, Marcela Rio tem enxaqueca desde os dez anos. “Eu estou há quatro anos fazendo um tratamento com uma neurologista e agora estou tendo bons resultados.

Tenho por volta de 10 crises de enxaqueca por mês, sendo que eu cheguei a tempos de ter dor cabeça todos os dias”, conta.

veja também