Na semana da enfermagem homens mostram seu papel na profissão

Na semana da enfermagem homens mostram seu papel na profissão

Atualizado: Quarta-feira, 14 Maio de 2008 as 12

A enfermagem é uma profissão voltada fundamentalmente ao cuidado, característica que consolidou a técnica como uma ocupação essencialmente de mulheres. Porém, o número de profissionais de enfermagem do sexo masculino cresce a cada ano. No hospital VITA Curitiba, por exemplo, 50% da equipe de enfermeiros da UTI Geral é composta por homens.

O enfermeiro-chefe do Escritório de Qualidade do hospital VITA Curitiba, Michael Israel dos Santos, afirma que o profissional de enfermagem do sexo masculino tem pontos fortes diferentes das mulheres, que acabam contribuindo para um trabalho em equipe, como a própria força física, ou a capacidade de manter a calma em momentos de maior tensão.

"Atualmente, o homem está desenvolvendo mais este lado cuidadoso. E, além deste cuidado, a profissão também exige um perfil de liderança, pois ser enfermeiro é também saber liderar uma equipe. E a mulher enfermeira necessita do homem para dar um apoio tanto físico como emocional", diz Michael dos Santos.

O cuidado é um dos grandes pilares da enfermagem e é o diferencial da profissão com relação às outras profissões da saúde. Estima-se que o paciente ficaria mais tempo no hospital se não houvesse este acompanhamento feito pela equipe de enfermagem.

A enfermagem é uma profissão voltada fundamentalmente ao cuidado, característica que consolidou a técnica como uma ocupação essencialmente de mulheres. Porém, o número de profissionais de enfermagem do sexo masculino cresce a cada ano. No hospital VITA Curitiba, por exemplo, 50% da equipe de enfermeiros da UTI Geral é composta por homens.

O enfermeiro-chefe do Escritório de Qualidade do hospital VITA Curitiba, Michael Israel dos Santos, afirma que o profissional de enfermagem do sexo masculino tem pontos fortes diferentes das mulheres, que acabam contribuindo para um trabalho em equipe, como a própria força física, ou a capacidade de manter a calma em momentos de maior tensão.

"Atualmente, o homem está desenvolvendo mais este lado cuidadoso. E, além deste cuidado, a profissão também exige um perfil de liderança, pois ser enfermeiro é também saber liderar uma equipe. E a mulher enfermeira necessita do homem para dar um apoio tanto físico como emocional", diz Michael dos Santos.

O cuidado é um dos grandes pilares da enfermagem e é o diferencial da profissão com relação às outras profissões da saúde. Estima-se que o paciente ficaria mais tempo no hospital se não houvesse este acompanhamento feito pela equipe de enfermagem.

Postado por: Claudia Moraes  

veja também