Não é difícil largar cigarro, diz executivo do tabaco

Não é difícil largar cigarro, diz executivo do tabaco

Atualizado: Sexta-feira, 13 Maio de 2011 as 10:38

Um executivo da fabricante de cigarros Philip Morris afirmou na quarta-feira (11) que, apesar de serem prejudiciais à saúde, os cigarros não são difíceis de largar.

Louis Camilleri, CEO da empresa, fez a declaração a uma enfermeira, durante a reunião anual de acionistas, em Nova York (EUA).

A enfermeira Elisabeth Gundersen, da Universidade da Califórnia, citou estatísticas mostrando que o cigarro mata 5 milhões de pessoas no mundo a cada ano.

Ela é membro do grupo de ativistas Nightingale Nurses, que acompanha as atividades da indústria do tabaco.

Em resposta, o executivo afirmou: "Nós levamos nossa responsabilidade a sério, e acho que nosso esforço por uma regulação eficiente de um produto que é prejudicial não é reconhecido. Mas, ainda que cause dependência, não é tão difícil largar. Há mais ex-fumantes nos EUA hoje do que fumantes."

Camilleri fuma há muito tempo. Um artigo na revista "Business Week", de abril de 2009, cita que o executivo já tentou largar o vício.

Depois da reunião, a Philip Morris afirmou que "o cigarro causa dependência e é prejudicial".

Há mais de 1 bilhão de fumantes no mundo. Segundo o governo dos EUA, 45% dos fumantes americanos tentam parar a cada ano. Só 4% a 7% conseguem.    

veja também