Novo tratamento para rinite é apresentado em Gramado (RS)

Novo tratamento para rinite é apresentado em Gramado (RS)

Atualizado: Segunda-feira, 24 Agosto de 2009 as 12

A cidade de Gramado é a sede da 14ª Jornada Sul Brasileira de Otorrinolaringologia, nos dias 27 a 29 de agosto de 2009. Especialistas de todo o Brasil estarão reunidos para uma atualização médica sobre as doenças que atingem o nariz, a garganta e a orelha.

Entre as principais novidades do evento científico, está um novo tratamento para a rinite alérgica grave e persistente. O principal diferencial da ciclesonida, conhecida como uma substância da mais alta tecnologia, é o fato de ser ativada somente quando entra em contato com a mucosa nasal. "Quando isso acontece, ela se transforma em des-ciclesonida, substância ativa, diminuindo consequentemente os efeitos adversos comuns aos outros tratamentos existentes", explica o Dr. Renato Rhoitmann, Presidente da Academia Brasileira de Rinologia, otorrinolaringologista do Hospital do Pronto-Socorro Municipal de Porto Alegre e professor-adjunto da Universidade Luterana do Brasil.

Entre as doenças alérgicas, a rinite é a mais comum, atingindo em torno de 25% da população, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS). O problema é uma reação de defesa exagerada do organismo dos alérgicos contra agentes externos que possam chegar aos pulmões. Por causa disso, o nariz acaba produzindo muito mais muco (ou secreção) e provocando espirros, coriza e/ou obstrução nasal - tudo para impedir a entrada da substância entendida pelo corpo como uma ameaça.

Um estudo publicado recentemente, denominado AILA - Allergies in Latin America, avaliou 1.088 adultos (sendo 285 no Brasil) e 4.618 crianças (sendo 123 no Brasil) identificados com polinose (alergia causada pela sensibilização a polens), alergia nasal ou tratados por alergia nasal nos últimos 12 meses em oito países da América Latina: Argentina, Brasil, México, Chile, Colômbia, Equador, Peru e Venezuela.

Do total de participantes, cerca de 50% afirmaram que o quadro clínico (os sintomas da doença) interferiu em sua produtividade. Cerca de 22% dos brasileiros que tiveram os sintomas da rinite afirmam que tais sintomas atrapalharam sua produtividade no trabalho, 6% faltaram ao trabalho e 16% passaram por ambas as situações nas últimas crises da doença. Destes, 23%  relataram que o impacto em sua vida diária é moderado e 19%, muito intenso.

A rinite alérgica pode ser classificada como intermitente (menos de quatro dias por semana ou menos de um mês) ou persistente (contínua) e a intensidade dos sintomas é dividida em leve (quando os sintomas não incomodam), moderada e grave (quando os sintomas atrapalham a qualidade de vida da pessoa).

O spray nasal Omnaris (ciclesonida)  é o mais recente lançamento para o tratamento da rinite alérgica. Na forma de pró-droga, ele é inativo aaté entrar em contato com agentes específicos da mucosa nasal, tornando-se ativo e potente contra os sintomas globais da doença. Além disso, Omnaris é uma suspensão hipotônica, diferentemente de outros corticóides nasais disponíveis no mercado. Isso faz com que o medicamento seja rapidamente absorvido, melhorando os sintomas em apenas 1 hora - a média dos outros corticóides é de 5 a 7 horas.

Serviço

14ª Jornada Sul Brasileira de Otorrinolaringologia

Local: Centro de Eventos do Hotel Serrano, em Gramado (RS)

Data: de 26 a 28 de agosto de 2009 

Postado por: Felipe Pinheiro

veja também