O conhecimento é a melhor dieta

O conhecimento é a melhor dieta

Atualizado: Terça-feira, 18 Agosto de 2009 as 12

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, cerca de 300 milhões de adultos no mundo inteiro têm problemas para se manter dentro do peso considerado saudável. Na luta contra o excesso de peso, são muitos os que se aventuram nas dietas milagrosas que prometem um emagrecimento rápido e efetivo.

Recorrer a dietas da moda, sem comprovação cientifica ou sem acompanhamento médico pode até levar a rápida perda de peso, porém, não é garantia de sucesso. Certamente, haverá o posterior ganho de peso igual ou superior, além da sensação de fracasso e comprometimento de futuros tratamentos. É por isso que a Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e Síndromes Metabólicas (ABESO) apoiada pelo laboratório farmacêutico Germed Pharma, lança a Campanha Nacional de Combate à Obesidade, ressaltando que a melhor forma de se combater a doença está na mudança de comportamento.

"Certamente, a mais difícil e a mais efetiva arma no combate à obesidade é a mudança comportamental, que pode ser resumida em comer de modo mais racional e se mexer de modo mais constante, adotando hábitos saudáveis", explica o Dr. Adriano Segal, da Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e Síndrome Metabólica (ABESO.

A mudança de hábito é imprescindível tanto para a perda de peso quanto para sua manutenção. Todos os comportamentos relacionados à escolha alimentar, à prática de atividade física (espontânea e programada) e a hábitos como tabagismo e etilismo devem ser analisados para que se saiba quais devem ser mudados.

É importante verificar, em primeiro lugar, o motivo que está desencadeando a doença, que pode ser transitório ou de simples abordagem, como por exemplo, o ganho de peso que pode estar associado à quebra de uma perna durante um jogo de futebol. Nesses casos, muitas vezes o indivíduo consegue lidar com o excesso de peso sozinho simplesmente mudando um pouquinho sua rotina. Por outro lado, se o indivíduo não conseguir identificar o motivo, ou ele for complexo e constante, como o ganho de peso sem motivo aparente ou uma doença que acarrete obesidade, é o mais indicado é procurar ajuda profissional séria o quanto antes.

Segundo o Dr. Segal existem terapias cognitivas comportamentais específicas que implementam essa mudança de comportamento, já que sem ela, nem mesmo procedimentos mais invasivos como as cirurgias antiobesidade (ou bariátricas) terão resultados positivos.  Através da analise de determinado comportamento que se deseja mudar são implementadas estratégias empíricas para modificá-lo, como por exemplo, não fazer compras no supermercado sentindo fome, não comprar muitas guloseimas para a despensa, jantar antes de ir para uma festa que se sabe farta em guloseimas engordativas.

Por isso, a melhor forma de perder peso é adquirir o conhecimento necessário para saber que a forma mais saudável de perder as gordurinhas extras está na mudança de atitude, que torna-se importante não só para uma adequação do corpo como também para reduzir o risco de doenças crônicas como diabetes e alterações cardiovasculares. "A mudança comportamental deve ser o aspecto central em todos os tratamentos sérios antiobesidade", conclui o Dr. Segal.

Postado por: Felipe Pinheiro

veja também