O que há de tão especial nos chás?

O que há de tão especial nos chás?

Atualizado: Terça-feira, 6 Abril de 2010 as 12

Vocês já devem ter feito essa pergunta a alguém e devem ter ouvido respostas contraditórias.

Chá verde, chá preto, chá branco, ban-chá... Nós, ocidentais, estamos atentos aos sinais dos benefícios à saúde causados pelos chás derivados de uma planta chamada Camellia sinensis. Já nos familiarizamos com os flavonóides derivados de suas folhas e tidos como benéficos à nossa saúde.

Os outros chás utilizados nos países ocidentais não contêm flavonóides, como os chás de ervas (erva mate, mate, erva cidreira, hortelã e boldo), de flores (camomila) e de frutos (morango e maçã).

As pesquisas em animais e em células isoladas em laboratório são unânimes em mostrar que os flavonóides dos chás têm atividade contra o câncer e o diabetes, aumentam a queima de gorduras e protegem contra as doenças do coração. Mas, em relação aos efeitos em humanos, ainda não conseguimos tal comprovação.

O importante é entendermos que os orientais tomam chá o dia todo, nas refeições básicas e entre elas, servem chá nas reuniões sociais e isso é diferente da atitude ocidental de tomar uma xícara de chá, de vez em quando.

Entre nós, para prevenir doenças e emagrecer, vale mesmo a pena abolir o tabaco, evitar o sedentarismo, ter uma alimentação saudável e alcançar o peso ideal.

Postado por: Felipe Pinheiro

veja também