O que são alimentos funcionário e quais seus benefícios?

O que são alimentos funcionário e quais seus benefícios?

Atualizado: Terça-feira, 25 Maio de 2010 as 4:22

Você já deve ter ouvido alguém falar a frase: "Nós somos resultado daquilo que comemos". Há algum tempo esse é um assunto bastante discutido na sociedade, devido aos inúmeros problemas de saúde atribuídos a má alimentação da população. Por conta disso, hoje em dia, incluir produtos de qualidade na dieta diária tem sido o objetivo de muitas pessoas, e uma boa alternativa são os chamados alimentos funcionais.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) classifica como funcionais os alimentos que têm uma função além do papel de nutrir. Eles fornecem calorias, proteínas, lipídios, mas também contêm componentes adicionais benéficos à saúde de quem os consome.  "Os alimentos funcionais não são milagrosos e nem têm poder de cura. Eles apresentam componentes ativos capazes de prevenir e reduzir o risco do surgimento de certas doenças, principalmente, quando associados a um estilo de vida equilibrado", afirma o professor da Faculdade de Engenharia de Alimentos da Universidade de Campinas (Unicamp), Mário Maróstica.

Ele destaca que um exemplo clássico da importância disso é a fibra, encontrada com abundância em alguns funcionais de origem vegetal, como frutas, legumes e folhas verdes. "Para o bom funcionamento do intestino a ingestão de fibras é fundamental. Quem não as consome, tende a adoecer com mais facilidade, pois fica suscetível a invasão de bactérias externas", diz.

Maróstica explica ainda que as fibras auxiliam o organismo a desempenhar determinadas ações, impedindo o surgimento de algumas enfermidades crônicas, principalmente aquelas cujo inicio está relacionado à quantidade exagerada de radicais livres (moléculas que podem danificar as células do nosso corpo). "Eles não são maléficos; fazem parte da nossa vida, mas em excesso podem acarretar o desenvolvimento ou agravamento de doenças degenerativas, como câncer, artrite e Alzheimer."

Para minimizar os efeitos da concentração dos radicais livres no organismo, os antioxidantes encontrados fartamente em alguns funcionais são uma boa escolha. "No dia a dia é possível incluir com facilidade no cardápio várias opções desses alimentos, que também são fontes de vitaminas e sais minerais. Laranja, limão, melão, manga, papaia, morangos, brócolis, pimentões, batatas, couve-flor, frutos secos, óleos vegetais, sementes, peixe, espinafre, aspargos, abóbora, damasco, cereais integrais e as hortaliças, são alguns dos exemplos", cita o professor.

Por: Carlos Gutemberg

veja também