O tênis ideal para a corrida

O tênis ideal para a corrida

Atualizado: Quinta-feira, 8 Setembro de 2011 as 1:39

Saiba mais sobre uma parte do corpo que não pode ser esquecida: seus pés.

Pode parecer óbvio, mas segundo o fisioterapeuta Marco Aurélio Invaldi, muitas vezes, deixamos essa parte do corpo de lado antes de começar os treinos. "Cuidar dos pés é essencial para começar a correr. O teste da pisada deve ser feito por um profissional e só então as pessoas devem ir até a loja e comprar um tênis específico para seu tipo de marcha", destaca ele.

São três os tipos de marcha, ou de pisada: a neutra, a pronada ou a supinada. Os dois últimos são resultado de problemas biomecânicos, que podem - e devem - ser corrigidos na hora de correr.

- A pisada pronada é aquela onde a pessoa "pisa para dentro", como dizemos popularmente. Um nível baixo de pronação é necessário para manter o equilíbrio, mas lesões podem acontecer com a pronação excessiva, já que o arco do pé se achata, alongando músculos, tendões e ligamentos que ficam na parte inferior do pé. O "pé chato" é associado a esse tipo de pisada.

- A pisada supinada é quando a pessoa "pisa para fora", ou seja, o tornozelo faz uma rotação em sentido anti-horário no movimento normal de caminhada. A supinação excessiva põe uma carga grande nos músculos e tendões que estabilizam o tornozelo, o que pode fazer com que o tornozelo rotacione totalmente para fora, resultado em torção ou até mesmo na ruptura total dos ligamentos. Quem tem este tipo de marcha, geralmente, pode ter o arco do pé alto.

- Na pisada neutra, o pé faz o movimento de rotação normal e toca o solo com a parte inteira da frente do pé. Os corredores com este tipo de pisada têm menos chances de lesões por conta da biomecânica e também uma oferta maior de tênis para usar na corrida.

veja também