Obesidade atrapalha vacina contra a gripe

Obesidade atrapalha vacina contra a gripe

Atualizado: Quinta-feira, 3 Novembro de 2011 as 10:59

Os pesquisadores estudaram 74 indivíduos que receberam uma combinação de vacinas contra três variedades de gripe no período 2009-2010. Depois, mediram a resposta de anticorpos um mês depois da aplicação da vacina e um ano mais tarde.

A maioria era do sexo feminino, sendo um terço com peso normal, um terço acima do peso e um terço obesa.

Após um mês, as pessoas acima do peso produziram aproximadamente o mesmo nível de anticorpos que aquelas com peso normal. Mas 11 meses mais tarde, mais da metade dos obesos apresentaram uma queda de quatro vezes menos anticorpos, uma redução vista em apenas 25% dos participantes com peso normal.

O estudo, publicado na semana passada no "The International Journal of Obesity", descobriu que a atividade das células CD8mais --glóbulos brancos que ajudam a combater infecções gripais-- também diminuía à medida que o índice de massa corporal aumentava.

O estudo dá continuidade a um esforço para determinar se o índice de massa corporal se relaciona com os índices de influenza confirmada em laboratório em pessoas vacinadas.

"Temos vacinas contra a gripe mais fortes para a população mais velha, porque a resposta imunológica deles não é tão robusta", disse a principal autora do estudo, Melinda Beck, professora de nutrição da Universidade da Carolina do Norte. "Talvez precisemos de vacinas mais fortes também para as pessoas obesas."

veja também