Obesidade faz aumentar risco de doenças cardíacas e diabetes em mulheres em idade fértil

Obesidade faz aumentar risco de doenças cardíacas e diabetes em mulheres em idade fértil

Atualizado: Sexta-feira, 4 Julho de 2008 as 12

Mais da metade das mulheres brasileiras em idade fértil correm o risco de desenvolverem doenças cardiovasculares e/ou diabetes, segundo a Pesquisa Nacional de Demografia e Saúde (PNDS).

O dado é baseado na medição da circunferência da cintura, já que a Organização Mundial de Saúde (OMS) considera que o acúmulo de gordura nessa região é um fator de risco para essas doenças.

De acordo com a OMS, mais de 80 cm de circunferência na cintura significa risco, e mais de 88 cm significa risco muito elevado. A pesquisa brasileira aponta que, entre as mulheres em idade fértil, 52,3% têm mais de 80 cm, e 29,8% têm mais de 88 cm.

O excesso de peso, inclusive, foi apontado como um dado em crescimento no país. Em 1996, 34,2% das mulheres estavam acima do peso e 9,7% estavam obesas. Dez anos depois, o excesso de peso estava presente em 43% das mulheres em idade fértil e a obesidade foi para 16% dessas mulheres.

A situação se agrava com a idade e a quantidade de filhos. Entre as mulheres de 15 a 49 anos, com um filho, a obesidade representa 14,3%. Já entre as que têm seis filhos ou mais, 24,5% estão obesas.

Por faixa etária, o padrão também se repete: quanto mais idade, mais percentagem de excesso de peso. Entre as mulheres de 15 a 19 anos, 21,6% estão acima do peso. Já entre as de 45 a 49 anos, 63,5% ultrapassaram o limite adequado de Índice de Massa Corporal (IMC).

Postado por: Claudia Moraes

veja também