OMS afirma queda de 40% em casos de malária na América

OMS afirma queda de 40% em casos de malária na América

Atualizado: Segunda-feira, 5 Novembro de 2012 as 8:56

 

Nesta sexta-feira (2), foi divulgado um estudo em que os casos de malária diminuíram mais de 40% na América entre 2000 e 2010, variando de 1,18 milhão para 669 mil no período.  

A pesquisa foi uma iniciativa da OMS (Organização Mundial da Saúde) e da instituição Roll Back Malária. O relatório “Derrotando a malária na Ásia, no Pacífico, nas Américas, Oriente Médio e Europa” apontou uma redução de 60% no número de óbitos na comparação entre 2008 e 2000.

A doença é transmitida pelos humanos através da picada de mosquitos infectados do gênero Anopheles. Ao menos 21 países americanos lutam contra a malária, onde em cada dez pessoas três correm risco de se infectar.

Segundo o comunicado divulgado em conferência que trata o tema, Argentina, El Salvador, México e Paraguai estão próximos a erradicar a doenças. Já a República Dominicana, Haiti e Venezuela registraram aumento das ocorrências nas últimas décadas.

O Brasil cresce no avanço ao combate, mas tem índice assustador em algumas cidades. As populações mais pobres, que não tem acesso ao serviço básico da saúde, são alvo principal.

O maior número de infecções recaem sobre a região da Amazônia, compartilhada pelo Brasil, Bolívia, Colômbia, Peru e Venezuela, onde o ritmo de contágio anual é de 50 casos para cada mil pessoas. Outras áreas consideradas perigosas são regiões de florestas banhadas pelo Oceano Pacífico.

A maioria das infecções por malária no continente americano são causadas pelo parasita Plasmodium vivax. O estudo aponta ainda que em 2010 foram registrados 34 milhões de casos de malária na África.

 

Com informações de Bem Estar

veja também