ONU debate melhora da saúde global e prevenção da Aids

ONU debate melhora da saúde global e prevenção da Aids

Atualizado: Segunda-feira, 30 Agosto de 2010 as 4:45

A melhora da saúde em nível global e, em particular da saúde materna e infantil, por meio da da prevenção da Aids, é o objetivo principal da 63ª Conferência do Departamento de Informação Pública da ONU (Organização das Nações Unidas) e das ONG dedicadas à saúde, que começa nesta segunda-feira em Melbourne, na Austrália.

O diretor do escritório da ONU dedicado a combater a Aids, Michel Sidibé, disse que com a ajuda das ONGs as novas infecções de HIV se reduziram em 17% e que só na África foram evitadas 400.000 novas infecções, mas também apontou que não se pode trabalhar apenas em prevenir a doença, mas é preciso melhorar a saúde em geral.

A conferência pretende avançar nas Metas do Milênio da ONU para 2015 e que inclui, entre outros, a erradicação da extrema pobreza e da fome, o acesso universal à educação, a redução da mortalidade infantil e de doenças como a Aids, a igualdade entre os sexos, a melhora da saúde materna, a sustentabilidade e a conquista de um pacto global para o desenvolvimento.

Sidibé quis dizer que a saúde é necessária para conseguir a autonomia da mulher, reduzir a mortalidade infantil e combater a Aids, a malária e outras doenças.

Mais de 1.400 representantes de 70 países participam do evento, de três dias, no qual as ONGs que trabalham com a ONU discutirão como melhorar suas atividades.

Ban Ki-moon, secretário-geral da ONU, deu as boas-vindas em mensagem gravada.

Ele disse que as conclusões da reunião de Melbourne servirão para a reunião da Assembleia Geral das Nações Unidas, em setembro em Nova York, a fim de avaliar o grau de cumprimento das Metas do Milênio.

veja também