Ortomolecular ajuda a controlar hipertensão

Ortomolecular ajuda a controlar hipertensão

Atualizado: Terça-feira, 8 Abril de 2008 as 12

O dia 24 de abril é o Dia Nacional de Prevenção e Combate à Hipertensão, doença que atinge cerca de 30% dos brasileiros. Além disso, a hipertensão, ou pressão alta, é um mal responsável por 40% dos infartos, 80% dos acidentes vasculares cerebrais (AVC) e 25% de insuficiência renal terminal. Por ser um vilão silencioso, deve-se ficar atento à sua ação e buscar tratamentos preventivos, como a reposição de nutrientes, equilibrando o organismo para evitar graves conseqüências no futuro.

"Muitos pacientes chegam ao consultório e dizem que mesmo com a pressão arterial elevada, acima de 14 por 9, nada sentem. Isto é o mais preocupante", alerta o Dr. Marcos Natividade, cardiologista, professor e médico ortomolecular. "Mesmo sem sintomas, é importante saber que a Hipertensão arterial compromete de forma devastadora o que chamamos de 'órgãos alvos', como o cérebro, coração e o rim".

Ao atingir o cérebro, a hipertensão causa o derrame cerebral (AVC) que leva à paralisia, à perda da fala, ao coma e muitas vezes à morte prematura. O outro órgão atingido é o coração, e as conseqüências são crises de angina, arritmia e insuficiência cardíaca, além do infarto. Por fim, outro "órgão alvo" da hipertensão é o rim, que fecha seus vasos para não ser lesado, mas logo surge a lesão e a pessoa passa a sofrer de insuficiência renal.

"A hipertensão pode lesar outros órgãos e também os vasos periféricos, levando à má circulação nas pernas e braços. As conseqüências a que levam a pressão alta podem ser evitadas com o tratamento adequado enquanto há tempo para isso. E, comprovado que não há cura para este mal, resta aos hipertensos fazerem o controle para terem uma vida tranqüila e saudável", explica o médico.

Grandes aliados do Tratamento Ortomolecular no controle à hipertensão arterial são os antioxidantes que, após um exame, serão prescritos de acordo com a necessidade de cada paciente para que o organismo entre em equilíbrio e funcione da melhor forma, diminuindo os sintomas da pressão alta. Além da prescrição médica de diminuir a ingestão de sal e alimentos salgados, praticar uma atividade física e manter o peso, entre outras recomendações, a terapia ortomolecular fará com que o organismo se equilibre gerando bem estar.

"Os antioxidandes de uso oral, como vitaminas, o cálcio e o magnésio, potássio, selênio, ginkgo biloba, bioflavonóides, coenzima Q10, têm o poder de aliviar os fatores que levam à pressão arterial", diz o médico. "Antes de prescrever quais os nutrientes serão utilizados pelo paciente, são feitos exames que indicarão o que está em falta no organismo da pessoa. Ao serem repostos, esses nutrientes farão com que se diminua a pressão arterial e o corpo funcionará melhor, evitando doenças graves e gerando qualidade de vida."

veja também