Os cuidados necessários para se proteger do sol no verão e evitar o câncer de pele

Proteja-se do sol no verão

Atualizado: Sexta-feira, 27 Janeiro de 2012 as 8:45

No verão todo mundo quer aproveitar o sol e pegar um bronzeado, mas é justamente nessa época que se deve tomar mais cuidado com a pele.

Se não houver a proteção necessária as conseqüências podem ser muito graves. Com o tempo, a pessoa pode acabar tendo um câncer de pele.

Para tentar evitar esse problema confira algumas dicas que te ajudarão a aproveitar a estação sem colocar sua saúde em risco.

Diminua as chances de ter câncer de pele

Filtro solar sempre! Utilizá-lo é praticamente uma obrigação, mesmo em dias nublados.

E isso deve começar logo cedo, com as crianças, pois não é apenas a exposição solar recebida depois dos 30 anos que causa câncer de pele. Portanto, não existe idade para a proteção – o filtro solar deve ser usado por todos e com a maior frequência possível.

O fator do protetor solar deve ser no mínimo 15 e deve ser passado no corpo e no rosto com a antecedência de 20 minutos à exposição aos raios solares.

Quando você estiver na praia ou na piscina, é necessário reaplicar o produto de tempo em tempo. Em caso de transpiração excessiva, também se recomenda aplicar o protetor solar novamente.

Evite exposição ao sol das 10 às 15 horas. Se expor entre esses horários é colocar sua pele e sua saúde em sério risco e os danos só serão percebidos depois e já pode ser tarde demais. Sendo assim, cuidado extra ao se expor ao sol nesses horários.

Chapéus e sombras são sempre bem-vindos para mais proteção da sua pele quando estiver na praia ou em clubes e piscinas. Mas lembre-se de que essas “barreiras” não eliminam a necessidade de usar o protetor solar adequadamente.
Lábios e cabelos não estão fora dessa, é recomendado também utilizar produtos específicos com fator de proteção solar para eles, evitando assim os danos que os raios solares podem causar nessas regiões.

Cuidado diário

Para evitar descobrir algum câncer em fase avançada, é essencial estar sempre de olho na sua pele. Fique atenta para perceber o aparecimento de manchas, a mudança de cor em pintas e verrugas e a existência de feridas e cascas que nunca cicatrizam. Caso você note algo assim, procure seu dermatologista imediatamente.

Recomenda-se fazer uma consulta com o seu dermatologista ao menos uma vez no ano, mesmo que você não tenha percebido sinais de alerta para o câncer de pele. Lembre-se que quanto antes ele for diagnosticado, maiores são as chances de cura total.

Fique atenta, dedique-se a cuidar da sua saúde e não arrisque sua pele e sua vida por um bronzeado de verão.

veja também