MENU

Saúde

Ovos Brasil esclarece consumo e manuseio corretos de ovos

Ovos Brasil esclarece consumo e manuseio corretos de ovos

Fonte: Atualizado: sábado, 29 de março de 2014 03:31

O diretor-executivo da Ovos Brasil - entidade sem fins lucrativos, que tem como objetivo expandir os conhecimentos nutricionais sobre o ovo - José Roberto Bottura - reuniu-se, na tarde de ontem, 29 de outubro, com a diretora do Centro de Vigilância Epidemiológica (CVE), Ana Freitas, e a epidemiologista Maria Bernadete de Paula Eduardo, para esclarecer questões ligadas à segurança alimentar, no que se refere ao uso, preparo e consumo de ovos. A tônica da reunião foi o posicionamento da entidade em esclarecer à sociedade, à imprensa e aos órgãos públicos, o trabalho que vem sendo realizado quanto às questões de higiene no manuseio e armazenamento correto dos ovos, para o bem estar da população.

Recentemente, a imprensa divulgou dados sobre a Salmonella - bactéria que causa intoxicação alimentar - apontando o ovo como grande vilão. Porém, o risco de um ovo ser contaminado por Salmonella é muito baixo, cerca de um em cada 20 mil ovos, segundo dados estatísticos mundiais. O manuseio apropriado e higiênico do ovo, como de qualquer outro alimento, é base fundamental na segurança alimentar.

Na reunião a Ovos Brasil mostrou às diretoras do Centro de Vigilância Epidemiológica (CEV) os objetivos da entidade, que são coincidentes com o trabalho desenvolvido pelo CEV. Foram esclarecidos vários pontos abordados pela imprensa imputando ao ovo toda culpa dos casos de toxi-infeccção alimentar, e concluiu-se que as duas entidades possuem os mesmos objetivos e que devem estreitar o relacionamento para otimizar seus resultados.

O vice-presidente técnico e cientifico da UBA (União Brasileira de Avicultura), Antonio Guilherme Machado de Castro, o professor da Faculdade de Medicina Veterinária da UNESP/Jaboticabal, especialista em Salmonella, Ângelo Berchieri e a proprietária da granja Ovo Bom e diretora da Associação Paulista de Avicultura (APA), Silvana Laudana, também compareceram ao encontro para reforçar o empenho da entidade em colaborar com os órgãos públicos no esclarecimento quanto à segurança alimentar junto á população.

"A probabilidade de um ovo estar contaminado quando da sua compra é muito baixo, porém pode se contaminar quando manuseado e/ou armazenado indevidamente; essa é a questão que viemos esclarecer hoje nesta reunião", observa o diretor-executivo da entidade José Roberto Bottura. Ambientes e equipamentos de cozinha não higienizados podem contaminar os ovos por Salmonelas ou mesmo outras bactérias prejudiciais à saúde humana.

Dessa forma, a Ovos Brasil, por meio do site www.ovosbrasil.com.br, divulga informações importantes tanto para a população em geral como para a classe de profissionais da saúde.

Postado por: Claudia Moraes

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições