Paciente egípcio tem vírus da nova gripe e da gripe aviária

Paciente egípcio tem vírus da nova gripe e da gripe aviária

Atualizado: Quinta-feira, 3 Setembro de 2009 as 12

O Egito relatou um caso de paciente com vírus da gripe humana e aviária. O paciente é um homem de 28 anos de idade, vindo da Arábia Saudita após a peregrinação anual à cidade sagrada de Meca. O homem foi atendido na cidade portuária de Safaga, na costa do Mar Vermelho, com um quadro gripal. Durante o atendimento, foram identificadas duas formas do vírus influenza, um do tipo aviário, provavelmente o H5N1, e outro humano, o vírus pandêmico A (H1N1) de 2009.

O paciente foi internado e permanece no Hospital Central de Safaga. Segundo o diretor-geral de Medicina Preventiva, Mohamed Rifai, esse é o terceiro caso em dois dias. Os outros seriam um turista italiano e um outro peregrino de 30 anos de idade que também está internado no mesmo hospital na cidade portuária.

A situação foi descrita em relatório postado no site da Sociedade Internacional de Doenças Infecciosas. A situação aponta para duas possibilidades.

A primeira: como o Egito reportou vários casos de influenza aviária humana em 2009, o paciente pode ser apenas um portador de anticorpos para esse vírus. Já a infecção pelo H1N1 teria ocorrido durante a viagem à Arábia Saudita.

A segunda possibilidade: as duas cepas de vírus influenza, a humana e a aviária, poderiam infectar uma mesma pessoa. Essa dupla infecção facilitaria o surgimento de uma forma mais letal do vírus da gripe.

Os centros de monitoramento de infecções virais estão em alerta máximo desde o início da pandemia justamente para identificar as mutações do vírus da gripe.

veja também