Pesquisa revela que antibiótico é indicado em 60% para dor de garganta

Antibiótico é indicado em 60% para dor de garganta

Atualizado: Sexta-feira, 4 Outubro de 2013 as 11:11

Pesquisadores de São Francisco, EUA, analisaram que cerca de seis em cada dez pacientes americanos, é receitado com uso de antibiótico para tratar dor de garganta. As informações publicadas no "Journal of the American Medical Association" (Jama), alerta para o uso do medicamento.

O excesso de antibióticos é perigoso porque contribui para o aumento de bactérias resistentes aos tratamentos, alertaram os cientistas.
 
Autoridades americanas do setor de saúde advertem que quase todas as principais infecções bacterianas no mundo estão se tornando resistentes aos tratamentos mais comuns com antibióticos.
 
dor de gargantaA recente pesquisa, lidrada por Michael Barnett e Jeffrey Linder, da Universidade Harvard e do Brigham and Women's Hospital, inclui dados de mais de 8.100 visitas a consultórios e salas de emergência, entre 1997 e 2010.
 
Os percentuais no início indicavam que a prescrição de antibióticos ficavam em torno de 80%, e na década passada caíram para 60%, apontou o estudo.
 
"Entre os adultos que solicitaram tratamento para dor de garganta, a prevalência da infecção pelo grupo Streptococcus pyogenes – única causa comum de dor de garganta que requer antibióticos – foi de cerca de 10%", constataram os cientistas.
 
 
 
 
 
 
Com informações de: Bem Estar

veja também