Pia, banheira e escova de dentes têm o maior número de bactérias na casa

Pia, banheira e escova de dentes têm o maior número de bactérias na casa

Atualizado: Quarta-feira, 13 Outubro de 2010 as 9:04

Já pensou na quantidade de bactérias escondidas na banheira, no teclado do computador, na pia da cozinha ou na escova de dentes? Segundo a infectologista Eileen Abruzzo, do Long Island College Hospital, em Nova York, estes são os locais e objetos mais sujos da casa. Os restos de comida - que costumam ficar principalmente na pia e na escova de dentes - aumentam a proliferação do E.coli e da salmonella, duas bactérias que causam dor de cabeça, vômito e diarreia.

- As pessoas automaticamente assumem que algo está limpo porque foi enxaguado, mas isto não é verdade - disse a médica ao site WebMD. Leia a seguir as dicas da médica para deixar a sua casa realmente limpa.

Pia da cozinha e máquina de lavar louça - Os restos de comida podem ser perigosos, principalmente se você tem o hábito de deixar os pratos sujos empilhados por dias a fio. Para limpar bem a pia ou a máquina de lavar pratos, deixa-as de molho com uma mistura de água sanitária e água pelo menos uma vez ao dia e depois enxague bem. Lembre-se de lavar também a tampa ou a rede do ralo.

Escova de dentes - O perigo das escovas é que elas costumam ficar no banheiro úmido, ambiente ótimo para a proliferação de germes e bactérias. Se ficarem em cima da pia então, podem ser contaminadas pelas gotas de água que se espalham no ar com a descarga. Um estudo feito no Arizona, EUA, mostrou que essas partículas minúsculas de água podem ficar no banheiro por até duas horas após a descarga. Para manter a escova de dentes limpa, deixe-a bem longe do vaso sanitário, de preferência em um local arejado. Abaixe a tampa sempre que der a descarga e jogue a escova fora depois de ficar doente ou após dois meses de uso.

Saleiro - Um estudo feito pela Universidade de Vírginia, em 2008, revelou que pelo menos 41% dos saleiros, moedores de pimenta e galheteiros dos lares americanos estavam contaminados com o vírus da gripe. Para evitar possíveis contaminações, lembre-se de limpá-los junto com a louça e sempre lave as mãos antes e depois das refeições.

Controle remoto - Ele cai no chão, fica largado no sofá, passa pelas mãos de várias pessoas da casa e volta e meia está na boca do cachorro. Por isso, durante a faxina, não esqueça de limpar os controles também. Abruzzo ensina que basta passar um desinfetante ou um pouco de álcool em gel.

Teclado do computador - O acessório acaba recebendo restos de comidas, espirros e poeira. Também são poucas as pessoas que lembram de lavar as mãos antes de sentar para trabalhar. Uma pesquisa feita na Inglaterra mostrou que a maioria dos teclados das empresas do país contém resíduos das bactérias E.coli e estafilococos. Alguns tinham até mais bactérias do que o vaso sanitário. Para manter o teclado sempre limpo, use um pequeno aspirador ou um spray de ar comprimido. Depois, higienize toda a área de trabalho, incluindo o mouse, com álcool.

Banheira - Quase um terço das banheiras americanas tem estafilococos, mostra um estudo feito pela Universidade de Texas A&M. Algumas tinham resíduos fecais e 81% das banheiras analisadas tinham fungos. O perigo maior é nas banheiras com funções de hidromassagem, que acabam acumulando mais sujeira nos canos que emitem os jatos de água. Para limpar bem a área, desinfete toda a banheira com água sanitária ou uma mistura de água com cloro. Depois, enxague bem e, se possível, seque tudo com um pano.

veja também