Postura ao enviar SMS pode levar à doenças nas articulações

Postura ao enviar SMS pode levar à doenças nas articulações

Atualizado: Segunda-feira, 28 Novembro de 2011 as 8:42

Quase 200 mil mensagens de texto por celular são enviadas a cada segundo no mundo todo. A quantidade de SMS enviados triplicou em três anos, passando de 1,8 trilhão em 2007 para 6,1 trilhões no início de 2010.

Estes são os assombrosos dados de um recente relatório da União Internacional de Telecomunicações (UIT). Em breve já ficarão desatualizados, pois o tráfego de mensagens de texto segue aumentando incessantemente, levando o mercado de telefonia celular no mundo desenvolvido a se aproximar cada vez mais da saturação, alerta a própria UIT.

O serviço de mensagens curtas (Short Messaging Service, SMS) é um sistema destinado a enviar e receber textos compostos de palavras ou números ou uma combinação alfanumérica através dos telefones celulares. Cada mensagem pode ter até 160 caracteres quando se usa o alfabeto latino e 70 caracteres se usado o árabe ou o chinês.

A maioria das pessoas que têm telefone celular utiliza o serviço de SMS ou mensagens breves de texto, e aquelas que o testam pela primeira vez já não conseguem abandoná-lo quando descobrem as vantagens. Apesar de ser um meio de comunicação informal, nem tudo é permitido, tem suas regras.

Os principais usuários desta forma rápida, econômica e eficaz de se comunicar são os mais jovens, que desenvolveram uma nova linguagem de abreviaturas e imagens para trocar informações, mas as mensagens de textos se generalizam entre todas as idades e ocupações, gerando um tráfego intenso e crescente de SMS por ano.

As mensagens de texto podem servir como ajuda médica quando usadas para informar ao usuário sobre aspectos ou conselhos relacionados à saúde, por exemplo, para informar aos pacientes sobre o calor do ambiente ou a presença de pólen no ar.

Há cada vez mais serviços de SMS como complementos de diversos programas para emagrecer, largar o fumo, aliviar transtornos psicológicos e realizar exercícios físicos. Para cumprir esses objetivos, as mensagens são enviadas ao paciente para reforçar sua motivação, evitar que abandonem os tratamentos e lembrá-los sobre horários e doses da medicação.

O polegar e a postura do corpo

No entanto, à medida que cresce o tráfego e uso de SMS, também aumentam as pesquisas sobre sua incidência na saúde, sobretudo aquelas moléstias derivadas dos movimentos repetitivos com as mãos que se fazem com o teclado dos celulares, assim como as recomendações para utilizá-los de forma saudável.

Escrever muitas mensagens de texto ao longo do dia, encurvando-se e utilizando somente o polegar, pode provocar dores na mão, braço e pescoço, o que acontece em menor medida se, ao escrever o SMS, a pessoa se senta ereta e usa mais de um dedo, contou uma pesquisa da Academia Sahlgrenska, da Universidade de Gotemburgo, na Suécia.

"Levando em conta a quantidade de tempo que usamos o teclado do telefone celular, é importante que saibamos como isso afeta nosso corpo", assinalou o pesquisador Ewa Gustafsson, autor do estudo, ergonomista da Academia Sahlgrenska.

Segundo os especialistas, a pressão que se exerce sobre a ponta do polegar ao escrever um SMS aumenta muito na base do dedo, e, com o tempo, isso pode provocar problemas, como desgaste das articulações, artrite, dor, inflamação, perda de força e de capacidade de movimentos na mão.

Além de afetar o polegar, segundo os pesquisadores suecos, a digitação excessiva de mensagens de texto também pode provocar dores no pescoço e nas costas.

Os pesquisadores suecos estudaram a técnica de um grupo de adultos jovens para enviar mensagens de texto, assim como a atividade elétrica muscular e o movimento de seus polegares mediante um dispositivo elétrico que mede a flexibilidade. Metade dos 56 participantes do estudo sofria sintomas no pescoço, mão ou braço, e os demais não tinham sintomas.

Comprovou-se que os pacientes com dores costumavam enviar mensagens de texto em uma postura encurvada, na qual se põe muita tensão sobre os músculos do pescoço e na parte superior das costas. A pesquisa da Academia Sahlgrenska também constatou que os participantes com dor eram mais propensos a usar um só polegar para escrever mensagens de texto.

Conselhos para trocar mensagens sem sofrer

Para evitar dores e complicações decorrentes do uso de SMS, os especialistas recomendam que se evite sentar na mesma posição por períodos prolongados. Segundo eles, é importante se levantar e tirar momentos de descanso.

Algumas pessoas se curvam para enviar mensagens de texto tentando visualizar melhor o pequeno teclado, exercendo uma pressão adicional sobre o pescoço e na parte superior das costas. Para evitá-lo, deve-se pôr o celular sobre a mesa e apoiar as costas contra o apoio da cadeira. Os especialistas sugerem ainda utilizar os dois polegares e descansá-los quando se escreve um longo SMS.

Cada vez mais pessoas usam dispositivos eletrônicos de mão ou aparelhos digitais pessoais tipo PDA, não só para o trabalho mas também na comunicação com os amigos e a família. Muitas dessas pessoas sentem frequentes dores nos polegares e articulações das mãos devido aos movimentos repetitivos e à compressão nervosa.

Um dos mais conhecidos é o chamado "polegar de BlackBerry", uma lesão dolorosa por esforço repetitivo que afeta aqueles que passam muito tempo enviando mensagens de texto. Apesar do nome ter se popularizado pelo modelo de celular, na verdade a lesão pode ocorrer devido ao uso de qualquer aparelho em que se tecle somente com polegares, em vez de distribuir a pressão entre todos os dedos.

Kristen Crowe, terapeuta manual do Hospital Beaumont da cidade de Royal Oak (Michigan, EUA), recomenda tirar intervalos quando se utiliza o celular várias vezes ao longo do dia, mudar de atividade até se sentir descansado quando houver dor, substituir o celular pelo computador quando possível, não se exceder ao escrever no PDA e limitar-se a respostas de 'sim' ou 'não' sempre que der.

veja também