Presidente mexicano pede que cidadãos não saiam de casa

Presidente mexicano pede que cidadãos não saiam de casa

Atualizado: Segunda-feira, 4 Maio de 2009 as 12

O presidente do México, Felipe Calderón, pediu aos cidadãos do país que permaneçam em suas casas a partir de amanhã, dia 1º de maio até o dia 5 de maio. "Não há lugar mais seguro para evitar o contágio do vírus da gripe suína do que em suas próprias casas", disse, em um comunicado transmitido pela televisão na noite de ontem, dia 29 de abril

Durante o período de cinco dias, o governo mexicano vai suspender todas as atividades em repartições públicas - escolas e faculdades já haviam interrompido as aulas no país. O presidente pediu que empresas privadas também adotem a medida.

Apenas serviços considerados fundamentais, prestados, por exemplo, por policiais, médicos, bancos, supermercados e farmácias, serão mantidos em funcionamento.

"É o momento de ficar em casa, com a família, de conviver com nossos filhos e de explicar a eles com sensatez e sem temor o que está acontecendo. Tenho consciência de que tais medidas têm afetado a economia das famílias, mas isso valerá à pena se pudermos cuidar da saúde dos nossos e proteger o México deste mal."

Calderón lembrou que a gripe suína é uma doença curável e assegurou que o México dispõe da quantidade de remédios necessária para atender todos os casos registrados. A idéia, segundo ele, é que as pessoas sejam atendidas imediatamente a partir do momento em que apresentarem os primeiros sintomas.

"Estamos atuando com prontidão, com oportunidade, sem descuidar em nenhum momento de reforçar, até onde for possível, as medidas preventivas que nos permitam proteger a saúde dos mexicanos."

Postado por: Adriana Amorim

veja também