Previna as alergias causadas pelas picadas

Previna as alergias causadas pelas picadas

Atualizado: Quinta-feira, 4 Março de 2010 as 12

As brincadeiras fora de casa são preferência entre os pequenos. Futebol, pega-pega, esconde-esconde e parquinhos estão entre as mais procuradas. Mas, é preciso cuidado, pois essa alegria não é só das crianças, já que é durante a diversão que os insetos costumam atacar.

Borrachudos, pernilongos, formigas e pulgas são os principais vilões. Mesmo sem transmitir venenos ou provocar doenças contagiosas, as picadas desses bichinhos merecem atenção especial, pois podem desenvolver alergias, irritações e infecções.

Vale lembrar que nem todas as crianças são alérgicas, por isso é importante os pais entenderem as três diferentes formas de reação dos pequenos após uma picada: a normal, quando causa dor, inchaço e vermelhidão, a local proporciona inchaço além do local picado. O pediatra, Francisco Lembo Neto, explica que, apesar de simples, essas picadas podem se transformar em infecções. "Por serem mais sensíveis e não compreenderem que não devem coçar, as crianças sofrem mais. Fazendo isso, muitas vezes com as mãos sujas, elas provocam ferimentos mais sérios."

Há ainda a alérgica, essa é mais grave e, geralmente, requer atendimento médico o mais rápido possível. Segundo o médico, o segredo é ficar atento após a picada e perceber o comportamento do pequeno nos primeiros minutos. "Caso ocorra falta de ar, lesões de pele avermelhadas que se espalham pelo corpo, inchaço de face, garganta e boca, dificuldade para engolir, irritabilidade, taquicardia, tontura e sensação de desmaio deve-se procurar um pronto-socorro imediatamente", explica.

Controlar a proximidade da garotada com os insetos é praticamente impossível, mas alguns cuidados podem fazer a diferença como, evitar locais com ninhos de insetos, calçar as crianças sempre que a brincadeira for no quintal ou em gramados, usar telas de proteção nas janelas e nas portas, aplicar inseticida nas latas de lixo e mantê-las sempre fechadas, evitar plantas que atraiam insetos e usar repelentes no corpo ou elétricos, principalmente durante a noite.

Postado por: Felipe Pinheiro

veja também