Psiquiatras lançam campanha de prevenção ao suicídio

Psiquiatras lançam campanha de prevenção ao suicídio

Atualizado: Quarta-feira, 4 Novembro de 2009 as 12

A Associação Brasileira de Psiquiatria lança durante o 27º Congresso Brasileiro de Psquiatria, que começa nesta quarta-feira (4), uma campanha de prevenção ao suicídio. Segundo a instituição, o tema deve ser encarado como um sério problema de saúde pública. Segundo números da instituição, ocorrem 24 mortes por dia no Brasil e três mil em todo o mundo, além de 60 mil tentativas. O suicídio é a terceira causa de morte entre jovens, de 15 a 35 anos no mundo.

A campanha pretende esclarecer o público e aumentar a prevenção, alertando para o fato de que 90% das vítimas têm algum transtorno mental. Sendo assim, é necessário aumentar o conhecimento sobre a doença e conscientizar para a importância de seu diagnóstico precoce e de um tratamento adequado. Serão distribuídos material educativo, incluindo um filme na TV e também um manual para a imprensa com orientações sobre a abordagem do assunto.

Segundo os especialistas da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), é possível evitar boa parte das tentativas de suicídio. Para o presidente da ABP, João Alberto Carvalho, o tratamento especializado é essencial.

''Pessoas com doenças como depressão e alcoolismo têm mais chances de desenvolver o comportamento. É preciso reconhecer os casos de risco e intervir de forma adequada, para evitar consequências mais graves, explica''.

Apesar da relevância e da incidência, levantamentos da OMS (Organização Mundial de Saúde) indicam que o problema é negligenciado. Ao contrário de outras causas externas de óbito, como acidentes de trânsito e homicídios, o número de casos cresceu 60% nos últimos 45 anos.

O conteúdo do material produzido para a campanha visa promover suporte e reabilitação para as pessoas com comportamento suicida; melhorar diagnóstico e tratamento dos transtornos mentais; aumentar a atenção entre profissionais de saúde para suas próprias atitudes e tabus em relação à prevenção do suicídio e às doenças mentais; identificar e reduzir a disponibilidade e o acesso aos meios para se cometer suicídio (ex. armas de fogo, substâncias tóxicas).

Dados do Ministério da Saúde, no entanto, mostram que a mortalidade por suicídios no país é baixa, em torno de 4,5 para 100.000 habitantes, mas existem locais que apresentam taxas duas vezes maiores do que a média nacional. É o caso do Rio Grande do Sul onde o índice é maior (9,8 para 100.000 mil), podendo, em determinadas fiaxas etárias, chegar a 30 por 100.000.

Congresso Brasileiro de Psiquiatria

Alguns dos principais nomes da psiquiatria brasileira e mundial estarão no 27º Congresso Brasileiro de Psiquiatria, que será realizado pela Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), dias 4,5,6 e7 de novembro em São Paulo. Entre os conferencistas internacionais confirmados para o evento estão: Graham Thornicroft e Sir David Goldberg (Reino Unido); Donatella Marazziti (Itália); Siegfried Kasper (Áustria); e Mario Maj (Itália), presidente da Associação Mundial de Psiquiatria (WPA, na sigla em inglês).

Esquizofrenia, depressão, suicídio, ansiedade, dependência química, transtorno bipolar, psicopatia e TOC, entre outros temas de saúde mental, serão debatidos nas mais de 150 atividades do evento.

Para mais informações acesse o site do evento: www.cbpabp.org.br .

veja também