Quais os principais mitos e verdades sobre conjuntivite?

Quais os principais mitos e verdades sobre conjuntivite?

Atualizado: Terça-feira, 19 Abril de 2011 as 10:09

Ultimamente, a conjuntivite tem atacado pessoas no país todo, principalmente em São Paulo. Por isso, é hora de saber mais sobre essa infecção e desvendar os principais mitos que costumam circular por aí ao longo da temporada de epidemia.

Confira os esclarecimentos feitos pelo oftalmologista Luís Paves à revista   ANAMARIA   e tire suas principais dúvidas

1. É contagiosa VERDADE, mas só quando é causada por vírus ou bactéria. A viral causa lacrimejamento, secreção esbranquiçada, coceira e fotofobia (sensibilidade à luz). Ela ocorre com mais frequência no inverno e a pessoa transmite o vírus por até 12 dias após o início dos sintomas. Já a bacteriana causa vermelhidão, secreção amarelada e com pus, dor e pálpebras inchadas. Essa é mais comum no verão.

2. É transmitida pelo ar MITO. A conjuntivite infecciosa é transmitida com beijos no rosto, apertos de mão ou uso compartilhado de objetos contaminados, como roupa de cama, toalhas e maquiagem.

3. Melhora com compressa VERDADE, mas o alívio é temporário. Nos casos de conjuntivite alérgica, isso diminui a irritação.

4. Água boricada cura MITO. Esse líquido resseca as pálpebras e pode causar alergia. O ideal é fazer compressas com água filtrada.

5. Só ocorre no verão MITO. Aparece o ano todo: o que varia é o modo de contaminação.

6. Compressa de leite materno ajuda a curar MITO. Os anticorpos presentes no leite materno não produzem nenhum efeito nos olhos, muito menos nos de quem está com conjuntivite.

Previna-se

- Mesmo que os olhos estejam irritados, evite coçá-los. Se não puder resistir, passe delicadamente as costas das mãos limpas e lave em seguida.

- Troque lençóis, fronhas e toalhas diariamente até ter se curado.

- Nunca compartilhe maquiagens, em especial esponjas de sombra, rímel e delineadores.  

veja também