Revalidação de diploma médico terá candidatos de 29 países

Revalidação de diploma médico terá candidatos de 29 países

Atualizado: Sexta-feira, 22 Julho de 2011 as 11:07

O Ministério da Educação recebeu 601 inscrições para o Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos. Os candidatos, brasileiros ou estrangeiros residentes no Brasil, fizeram a graduação em 29 países, mas a maioria é da Bolívia (320), Cuba (146) e Argentina (58).

Também se inscreveram médicos graduados na Espanha (17), Alemanha (7), Rússia (4) e Estados Unidos (2).

Será a primeira prova com as novas regras aprovadas em junho, instituindo o Revalida e simplificando a revalidação.

A revalidação de diplomas de médicos ocorre em duas etapas: prova teórica e prova prática de habilidades clínicas

A primeira consta de provas objetivas, de múltipla escolha e discursiva, eliminatórias, marcadas para 28 de agosto, em Brasília, Porto Alegre, Manaus, Fortaleza, Rio de Janeiro e Campo Grande.

Os médicos aprovados estarão aptos a fazer a avaliação de habilidades clínicas (segunda fase), em 1º e 2 de outubro, também eliminatória. Nessa etapa, todos os candidatos serão avaliados em Brasília.

Concluída a fase de aplicação das provas, o Inep (órgão do MEC responsável pelo exame) encaminhará o resultado a cada universidade que tiver candidatos inscritos. No processo deste ano, 37 instituições federais, estaduais e municipais de educação superior aderiram ao exame e estão credenciadas a emitir certificado.

A previsão do Ministério da Educação é que o processo seja concluído até dezembro.

Um projeto piloto do Revalida foi testado no ano passado. Dos 628 inscritos, cerca de 200 chegaram à etapa final e apenas dois foram aprovados. O Ministério da Saúde explica que o piloto testou uma metodologia, que agora foi aperfeiçoada e contará com a participação de docentes das universidades públicas. A ideia é que o aprovado tenha o nível médio dos alunos de medicina de universidades públicas brasileiras  

veja também