Rinite alérgica causa dificuldades para respirar, mastigar e até para engolir

Rinite alérgica causa dificuldades para respirar, mastigar e até para engolir

Atualizado: Sexta-feira, 6 Agosto de 2010 as 9:04

Não é apenas a dificuldade para respirar o que afeta os pacientes com rinite alérgica. Uma pesquisa da Faculdade de Medicina da USP (Universidade de São Paulo) mostrou que a obstrução nasal (entupimento do nariz) causa também dificuldades para mastigar e engolir os alimentos e influencia até na posição dos dentes na boca.

A fonoaudióloga Catiane Maçaira de Lemos, autora do estudo, explica que a obstrução nasal na rinite é sazonal, ou seja, há momentos no dia, na semana ou no mês em que o nariz fica “entupido” e há momentos em que fica livre.

- Ainda que não seja constante, a obstrução nasal pode causar problemas funcionais e estruturais.

O estudo mostrou que, por causa da doença, os pacientes realizam movimentos incorretos no momento da mastigação e tinham dificuldades para engolir a comida. Como consequência, a pesquisadora notou alterações na oclusão dentária - problema estrutural relativo à posição dos dentes na boca. Por outro lado, não houve nenhum tipo de mudança em relação à fala.

Segundo o estudo, os problemas decorrentes da rinite são causados pela flacidez dos músculos do lábio, da língua e da bochecha.

Além da obstrução nasal, a rinite alérgica possui outros sintomas, como espirros, coriza (nariz escorrendo) e prurido (coceira). Suas principais causas são fatores ambientais, em que alguns antígenos, como ácaros, pêlos ou poeira, podem desencadear a crise. De acordo com alguns estudos, também pode haver um fator genético, no qual a pessoa já nasce pré-disposta a desenvolver a doença.

Pacientes passam a respirar pela boca

Catiane conta que todos os adultos observados pela pesquisa deixavam de respirar pelo nariz e passavam a respirar pela boca.

- Embora haja uma tendência natural de melhora na maneira de respirar, ou seja, quanto mais velha é a pessoa, melhor ela respira, isso não foi observado em quem tinha a doença.

Assim, enquanto 83% das crianças com rinite respiravam pela boca, 97% dos adolescentes apresentaram esse tipo de respiração, atingindo 100% nos adultos. Ou seja, em pessoas com rinite alérgica, foi verificado uma piora na forma de respirar com o aumento da idade.

Considerando a mastigação, as principais constatações foram as que dizem respeito aos movimentos mandibulares e aos padrões mastigatórios.

- Mastigar de boca aberta ou amassar ao invés de triturar os alimentos foram mudanças observadas em pacientes com rinite. No grupo de pessoas sem a doença, todos mastigavam corretamente.

Engasgos, língua para fora dos dentes e movimentação de cabeça para ajudar a engolir foram as principais alterações encontradas quando esses pacientes queriam engolir os alimentos. Em torno de 80% dos participantes com a doença apresentaram essa função alterada.

Para reverter a doença, em primeiro lugar é preciso combater a obstrução nasal, principal causa de todas as mudanças. Além disso, o tratamento deve ser multidisciplinar.

- Deve-se procurar um otorrino, para tratar a rinite, um fonoaudiólogo, para melhorar e fortalecer a musculatura e um dentista para corrigir os dentes.

veja também