Rio testa remédio contra metástase óssea

Rio testa remédio contra metástase óssea

Atualizado: Quarta-feira, 31 Março de 2010 as 12

Um novo medicamento para o tratamento da metástase óssea começará a ser testado pelo Hospital Universitário Clementino Fraga Filho, da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro). O estudo será feito com pacientes com câncer de próstata, um dos tumores que mais comumente migram para os ossos do doente. Batizada de Alfa Radin, a nova droga foi desenvolvida em Oslo e está sendo testada em vários países, além do Brasil.

Atualmente, o tratamento de praxe para esses casos inclui hormonioterapia e quimioterapia. Depois de um a três anos, porém, muitos passam a apresentar resistência às substâncias e ficam sem alternativa.

São homens nessa situação que testarão o novo fármaco, carregado com uma partícula radioativa sintetizada em laboratório. A expectativa é que a radiação emitida pela droga seja capaz de controlar ou até mesmo reduzir a metástase, dando mais tempo e qualidade de vida para os doentes.

"O medicamento vai direto para os tecidos em torno das metástases, irradia e mata o tumor", explica o coordenador do núcleo de pesquisa em câncer da Faculdade de Medicina da UFRJ, Eduardo Côrtes.

Avaliações anteriores mostraram que a droga tem efeitos colaterais reduzidos. Por emitir ondas alfa, de alcance restrito, o fármaco atua quase exclusivamente sobre os tumores.

O objetivo, agora, é comparar os resultados do tratamento com o fármaco e com placebo. Para isso, 750 pessoas participam da pesquisa no Brasil e em outros países.

Se a eficácia for comprovada, o medicamento precisará obter registro antes de ser incorporado ao arsenal terapêutico da metástase óssea. O objetivo é testá-lo também nos casos em que o tumor original não é o de próstata -pacientes com câncer de mama ou intestino, por exemplo, também podem sofrer do problema. "Os testes feitos até aqui são promissores, mas é preciso dar um passo de cada vez", diz Côrtes.

Postado por: Felipe Pinheiro

veja também