Saiba as causas de noites mal dormidas e consequências

Saiba as causas de noites mal dormidas e consequências

Atualizado: Terça-feira, 22 Novembro de 2011 as 8:30

Ter dificuldades para dormir e acordar no meio da noite devido a barulhos e outras distrações está se tornando cada vez mais comum. Os efeitos da falta de descanso adequado são outras noites mal dormidas, num circulo vicioso que prejudica a saúde. As informações são do site Female First.

Uma empresa inglesa de remédio para dormir pesquisou os hábitos de 3 mil pessoas e descobriu que em média as pessoas acordam duas vezes durante a noite devido a movimentos do parceiro, ronco, barulhos e também devido aos bichos de estimação, que têm autorização para subir nas camas. Outro dado revelado é que o tempo para pegar no sono é de 46 minutos, período informado por 40% dos entrevistados.

A pesquisa indica que há também um horário mais comum para acordar no meio da noite e perder o sono pensando que logo é preciso levantar para ir trabalhar: às 3h44 da madrugada. Preocupações com o trabalho e dinheiro são os temas mais comuns a ocupar as mentes dos insones e 16% culpa a cafeína e refeições pesadas à noite como as causas das noites conturbadas.

"A pesquisa mostra que o sono é uma das primeiras funções do corpo atingida pelo estilo de vida agitado, excesso de trabalho e tem impacto sobre os níveis de energia e a disposição demonstrada durante o dia", disse Jen Tan, diretora da empresa ao site.

Metade dos entrevistados sente-se cansado o dia todo e 20% se pega cochilando em algum momento do dia. A repetição dos problemas à noite leva a um círculo vicioso que traz prejuízos à saúde. Isso porque o cansaço gerado pela falta de descanso não faz com que o corpo ceda a boas noites de sono. Acontece exatamente o contrário.

A diretora explica que as pessoas esperam compensar o dia tumultuado se jogando na cama para uma bela noite de sono, mas sem dar tempo para o corpo relaxar e se desligar da agitação. Um período de calma antes do sono é importante para a glândula adrenal, responsável pelo hormônio adrenalina, trabalhar menos.  

Também não colaboram para o descanso ir para a cama muito tarde e ficar assistindo à TV ou navegando na internet como formas de relaxamento. Esses hábitos são comuns a 60% e 20% dos pesquisados, respectivamente.

veja também