Saiba como fugir das noites mal dormidas

Saiba como fugir das noites mal dormidas

Atualizado: Sexta-feira, 19 Março de 2010 as 12

Uma boa noite de sono é revigorante. Dificuldades para dormir, por sua vez, causam cansaço, esgotamento, dores no corpo, mau humor. Também prejudicam a atenção e a memória, além de afetar a circulação sanguínea e o coração. No Dia Mundial do Sono, 19 de março, os neurologistas do Hospital das Clínicas (HC) da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) alertam: 60% das causas de insônia são atribuídas a maus hábitos e, 40% à ansiedade e à depressão.

O consumo de café, chá preto, chocolate e bebida alcoólica à noite é o principal responsável pelo distúrbio, que acomete 25% da população adulta mundial, principalmente as mulheres. Ao contrário do que muitos fazem, exercícios físicos não são recomendados no período noturno. A adrenalina liberada pelo organismo deixa o cérebro em sinal de alerta e prejudica o descanso.

A insônia nada mais é do que a dificuldade que a pessoa sente de começar a dormir e manter o sono, e pode ser classificada em transitória (durar de três dias a uma semana) ou crônica (persistir por mais de 30 dias). Quando o diagnóstico aponta que as causas são detalhes errados da rotina, basta mudá-los. Se o problema for depressão ou ansiedade, deve ser tratado com medicamentos prescritos pelo médico.

Vale lembrar que não se deve apelar para a automedicação. Alguns remédios para dormir criam dependência.

Crianças

Cansado do choro incessante de seu filho ao longo da madrugada? Pois saiba que a insônia pode aparecer a partir de 6 meses e, na grande maioria dos casos, a culpa é do comportamento inadequado dos pais. A orientação é não pegar a criança no colo toda vez que reclamar. "Tirá-la da cama, andar pela casa e acender as luzes também poderão atrapalhar o sono", disse o neurologista Rubens Reimão, responsável pelo Grupo do Sono da Divisão de Neurologia do HC.

Dicas

Confira mais algumas dicas para dormir bem, listadas pela neurologista Anna Karla Smith, do Instituto do Sono, ligado a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp):

1 - Por mais difícil que seja, relaxe e esqueça dos problemas antes de ir para a cama;

2 - Beber leite facilita a liberação de peptídeos intestinais, que ajudam a ter no sono;

3 - Tire do quarto o que possa desviar sua atenção. Portanto, nada de televisão, rádio ou despertador;

4 - Deite de lado, porque este posição facilita a respiração e evita o ronco;

5 - Se ler livros ajuda a ficar com sono, evite os que sejam interessantes e fixem demais sua atenção;

6 - Tomar banho morno antes de dormir colabora, porque relaxa a musculatura.

Postado por: Felipe Pinheiro

veja também