Saiba como identificar uma pinta suspeita

Saiba como identificar uma pinta suspeita

Atualizado: Segunda-feira, 18 Novembro de 2013 as 11:46

A estação mais esperada do ano está chegando e os cuidados com a pele devem ser tomados. O verão é propenso a sol e pouco cuidado para prevenção do câncer de pele, doença que ocupa o primeiro lugar na lista de tumores mais incidentes na população brasileira. Entre o público feminino, o Instituto Nacional do Câncer (Inca) aponta 71 novos casos de câncer de pele para cada 100 mil mulheres.

cuidados na peleA revista  WOMEN'S HEALTH traz um especial de saúde sobre o câncer de pele e sobre os perigos do bronzeamento artificial. "É preciso reaplicar o protetor solar a cada quatro horas", recomenda Veridiana Pires de Camargo, do Hospital Sírio Libanês, em São Paulo. Na praia, o ideal é aplicar o produto meia hora antes do banho de sol. E o fator de proteção deve ser a partir de 30.
 
Para dispistar um pinta suspeita em sua pele, os dermatologistas ensinam algumas regras fáceis de seguir.
 
A de assimetria - a pinta tem um lado que não igual ao outro;
B de bordas irregulares - o contorno começa a deixar de ser redondo;
C de cores - a pinta ganha tonalidades diferentes, como preto, azul, marrom-escuro, cinza, entre outras cores;
D de diâmetro - é maior do que 0,6 cm.
 
 
Com informações de: M de Mulher

veja também