MENU

Saúde

Saiba como se prevenir contra gripes e resfriados, comuns nessa época do ano

Incidência da doença é maior no outono/inverno e algumas vitaminas são essenciais para o bom funcionamento e proteção do corpo

Fonte: Guiame, com informações de R7Atualizado: segunda-feira, 8 de junho de 2015 15:13
Gripe e resfriado
Gripe e resfriado

Com a chegada dos dias frios, o vírus da gripe costuma se alastrar facilmente pelo ar, já que os vírus sobrevivem por mais tempo em temperaturas baixas, e os ambientes fechados facilitam a transmissão de uma pessoa para outra. A forma de prevenção envolve tanto alimentação quanto a ingestão de vitaminas para proteger o corpo.

Segundo nutrólogo e presidente da ABRAN (Associação Brasileira de Nutrologia), Durval Ribas Filho, uma alimentação saudável, com ingestão adequada de proteínas, carboidratos, gorduras e micronutrientes, é fundamental para que o organismo possa se defender de infecções.

"Quando mantemos uma dieta equilibrada com a presença de todas as vitaminas e minerais necessários, contribuímos para o funcionamento adequado do nosso sistema imunológico", relata ele.

Segundo o especialista, os alimentos com nutrientes essenciais são alho, abacate, salmão, brócolis e frutas vermelhas, morango, framboesa, amora, cereja, acerola e melancia.

Na alimentação do dia a dia, consumir a quantidade adequada de vitaminas e minerais é bastante difícil. Além disso, para mantermos uma alimentação saudável e as defesas do organismo em dia, precisamos mais do que apenas vitamina C. De acordo com Ribas Filho, para desempenhar adequadamente as funções de defesa, o sistema imunológico deve receber regularmente também as vitaminas A e E, e ainda o zinco, o selênio e o ferro.

Segundo o especialista, 99% da população tem consumo de vitamina E abaixo do recomendável. Além disso, a ingestão da vitamina C está abaixo do indicado em 80% da população. Ribas Filho também acrescenta que metade dos brasileiros não ingere a quantidade aconselhada de vitamina A.

De acordo com a pesquisa Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel 2014), do Ministério da Saúde, apenas um quarto da população brasileira (24,1%) consome a quantidade de frutas e hortaliças recomendada pela OMS (Organização Mundial da Saúde) em cinco ou mais dias da semana. Ou seja, pelo menos 400 gramas de frutas e hortaliças por dia, o que equivale ao consumo de cinco ou mais porções, pelo menos cinco vezes por semana.

Os idosos fazem parte do grupo mais suscetível a infecções nesta época do ano. Além disso, levantamentos com pessoas desta faixa etária comprovam que os hábitos alimentares também são insatisfatórios. A Pesquisa Sinais da Nutrição Depois dos 50, realizada pelo IBOPE Inteligência e desenvolvida pelo multivitamínico Centrum, mostrou que 61% dos entrevistados consideram que a sua alimentação hoje em dia é igual ou pior ao que era antes e duas em cada três pessoas não consomem seis porções de frutas e verduras por dia, principais alimentos fonte de vitaminas e minerais, essenciais para um bom funcionamento do organismo.

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições