Saiba mais sobre a Hipoglicemia

Saiba mais sobre a Hipoglicemia

Atualizado: Sexta-feira, 19 Março de 2010 as 12

O principal objetivo do tratamento do Diabetes é normalizar sua glicemia (nível de açúcar no sangue).Para conseguir um perfeito equilíbrio metabólico, é preciso um equilíbrio entre a dieta, exercícios físicos e medicação (insulina ou hipogliceminantes orais).Caso não ocorra esse equilíbrio, você pode apresentar hipoglicemia (baixos níves de açúcar) ou hiperglicemia (altos níveis de açúcar).

Hipoglicemia:

A hipoglicemia é a queda excessiva de açúcar no sangue.A aparição dos sintomas é rápida e os níveis de glicose no sangue estarão abaixo de 70 mg/dI.

Causas da hipglicemia:

-Excesso de exercícios físicos;

-Falta de uma refeição regular ou fora do horário;

-Pouca quantidade de alimentos;

-Vômitos ou diarréia;

-Administração de alta dose de insulina ou ingestão de maior quantidade de hipogliceminantes orais;

-Consumo de bebidas alcoólicas.

Sintomas da hipoglicemia:

-Fome súbita;

-Fadiga;

-Tremores;

-Tquicardia (palpitações);

-Tonturas;

-Suores;

-Pele fria, pálida e úmida;

-Visão turva ou dupla;

-Dor de cabeça;

-Dormência nos lábios e língua;

-Irritabilidade;

-Desorientação;

-Mudança de comportamento;

-Convulsões;

-Perda do conhecimento;

-Coma.

Em caso de suspeita de hipoglicemia, você pode notar um ou mais desses sintomas. Ao detectar o(s) sintoma(s) deve-se proceder da seguinte forma: o objetivo é elevar o nível de açúcar no sangue. Se possível, verifique sua glicemia com tiras reagentes. Este teste mede o açúcar no sangue. Não é aconselhável fazer este teste na urina, pois o resultado não é confiável no momento da hipoglicemia.

Você deve:

-Ingerir algum alimento, copo de leite, suco de frutas ou refrigerante. Se após 10 minutos os sintomas não melhorarem, beber água com açúcar, comer chocolate, uma bala ou tabletes de glicose.

-Seu médico pode ainda indicar para estas situações o medicamento Glucagon injetável.

-O Glucagon libera glicose no sangue.

-O alimento deve ser dado quando o diabético estiver consciente e for capaz de engolir, nunca quando estiver incosciente.

Quando o diabético estiver inconsciente, deve ser feito o seguinte:

-Colocar na boca, no lado interno da bochecha, açúcar ou mel.

-Friccione a parte interna da bochecha para facilitar a absorção.

-Estas medidas devem ser imediatas, por isso você deve informar às pessoas que convivem com você: colega de escola ou trabalho, familiares e amigos. Eles podem salvar sua vida.

-Se após essas medidas, o diabético continuar inconsciente, leve-o imediatamente ao Pronto-Socorro mais próximo, informando ao médico plantonista o antecedente de diabetes, os sintomas da hipoglicemia que a pessoa apresentou e o que já foi feito até o momento. Seguramente, ele administrará glicose endovenosa e verificará a glicemia.

-Quando a reação terminar, o diabético deve ingerir algum alimento de absorção lenta, como um sanduíche, bolachas, uma fruta ou outro alimento que tenha costume de comer normalmente.

Como evitar a hipoglicemia:

-Programe suas atividades físicas;

-Ingerir alimentos extras antes de exercícios físicos;

-Cumprir o plano alimentar: horário, quantidade e qualidade dos alimentos;

-Em caso de vômitos e diarréia, informe seu médico imediatamente;

-Utilizar a medicação prescrita nas doses e horários indicados pelo médico;

-Evitar bebidas alcoólicas.

Em situações especiais, como viagens, festas entre outras, intercale sua alimentação regular com lanches extras, de acordo com a situação.

IMPORTANTE!

-Use sempre um cartão de identificação de diabético. Ele pode salvar sua vida.

-Tenha sempre consigo balas ou tabletes de glicose.

-Reconheça os sintomas e trate-os prontamente.

-Hipoglicemias noturnas podem se manifestar com pesadelos, gritos, além dos sintomas mencionados.

-Pode acontecer hipoglicemia sem sintomas e sua detecção só é possível ao fazer o exame de glicemia no sangue.

Por isso é importante realizar autocontroles domiciliares e informar o seu médico. A hipoglicemia pode ser evitada se você conhecer o metabolismo do seu corpo.

Postado por: Felipe Pinheiro

veja também