Salvador (BA) intensifica mutirões de combate à dengue

Salvador (BA) intensifica mutirões de combate à dengue

Atualizado: Terça-feira, 21 Julho de 2009 as 12

A Secretaria Municipal da Saúde de Salvador, através do Centro de Controle de Zoonoses, voltou a realizar, na última semana, mutirões de combate à dengue. No "faxinaço", como a ação é chamada pela prefeitura, são retirados entulhos e objetos que podem ser focos de reprodução do mosquito Aedes aegypti. As ações preventivas foram retomadas após a realização do 3º Levantamento de Índice Rápido para o Aedes aegypti (LIRAa), em junho. Geralmente, o levantamento é realizado a cada três meses.

No primeiro semestre deste ano, segundo a Prefeitura de Salvador, foram realizadas 12 grandes operações que contribuíram para a redução do índice de infestação predial, que é de 3% na capital baiana. Ou seja, a cada cem casas visitadas, em três foram encontradas larvas do mosquito transmissor da dengue.

Ainda de acordo com a prefeitura, em relação aos "depósitos preferenciais" (locais em que há mais concentração de focos de reprodução), Salvador ainda apresenta tanques e tonéis como predominantes, com 31,6% das ocorrências, seguido por vasos e pratos de plantas, com 22,8%.

Durante essa semana, serão fiscalizados, segundo a secretaria da Saúde, os bairros Alto do Peru, Marechal Rondon II, Campinas de Pirajá e Pirajá II.

veja também